Risotto de Grelos e Paloco

Risotto

Prometido é devido.

Falso Risotto de Grelos e Paloco

500gr de paloco
Arroz vaporizado – cerca de 200gr
Azeite e alhos esmagados qb
Uma mão cheia de grelos picados

Colocar azeite e alhos esmagados na Cici. Pá misturadora.
P1 slow cook 2m.
Juntar os grelos e programar mais 4m. Juntar o arroz e envolver programa manual velocidade 4 s/ temperatura. Adicionar o peixe e água quente e temperar de sal e pimentão doce. P1 slow cook 10m. Se necessário programar mais 2m até obter o ponto de cozedura desejado.
Servir com parmesão ralado e boa companhia
Até breve

Tempos….

Posso falar do bom tempo que tem feito ou do tempo que tenho trocado por outros.

Hoje vou apenas dizer que mudaram os tempos.

Ja lá vão quase 6 meses de adaptação a um telefone sem teclas físicas. 6 meses de muita desconfiança neste novo mundo em que me vou recusando a instalar qualquer aplicação.

Já lá vai o tempo em que via os robots de cozinha com outros olhos, e confesso que estou rendida.

Apesar da demonstração da Bimby me ter feito pensar não senti empatia por ela.

Um dia apareceu a Cuisine Companion da moulinex e fui acompanhando opiniões e a evolução.

Como em qualquer outra opção decidi que estava na hora de ter uma ajuda extra na cozinha depois de ter avariado a minha soup maker.

Decidi, arrisquei e investi.

Já lá vai um mês de trabalho em equipa. Em breve irei começar a partilhar as minhas experiências depois de organizar os posts.

Tem sido bom saber que continuam desse lado apesar de não haver novidades recentes 🙂

Até breve e bons cozinhados

 

Bolo de Bolacha

E antes que perca novamente o ritmo aqui fica a tentativa de um bolo de bolacha, tarte de natas e baba de camelo. Uma espécie de 3 em 1 que provei há 2 anos num aniversário e que só agora me atrevi a experimentar. Faltou-me a paciência para molhar tanta bolacha, mas, para a próxima, e com mais tempo, assim farei.

IMG_0767.1O doce, esse, pode-se chamar bolo de bolacha. Derrete-se a cada garfada e o difícil é mesmo parar de comer às escondidas de cada vez que se abre o frigorífico.

IMG_0765.1

Bolo de Bolacha
2 pacotes de natas frescas; 1 lata de leite condensado cozido; 2 claras; leite frio e bolachas qb; 5 folhas de gelatina

IMG_0776.1

Bater as claras até ficarem firmes mas não duras, reservar. De seguida bater as natas até estarem bem cremosas. Numa taça colocar o leite condensado e com uma vara de arames mexer bem até ficar creme.
Colocar as folhas de molho em água fria durante cerca de 5m. Após esse tempo escorrer e colocar num tacho pequeno com uma colher de sopa de leite. Deixar aquecer o suficiente sem ferver. Apenas amornar para que as folhas de desfaçam totalmente.
Depois de morna/fria a gelatina adicionar ao leite condensado e misturar bem com a vara de arames.
Juntar as natas ao leite condensado misturando suavemente. Por último adicionar as claras em castelo lentamente e em movimentos de cima para baixo para criar ar no bolo, o que lhe vai conferir o efeito macio e não duro.
Numa forma de aro amovível, ou outra a gosto, e forrada com película aderente colocar camadas alternadas de creme e bolachas molhadas no leite terminando com bolacha triturada em cima.
Vai ao frio cerca de 3 a 4 horas e está pronto a comer 🙂

Até breve

Cogumelo no Forno com Quejo Fresco e Ovo

IMG_6175.1JPG

Mais de 2 meses sem publicar nada. Mais de 60 dias que nem dei por eles, começo a achar que o ando a gerir mal o tempo ou ando a trabalhar demais.

A barriga, essa, está sempre a dar horas. No meio das corridas diárias entre as mil e uma tarefas o registo fotográfico fica esquecido pois a fome é mais que muita.

Um dia destes trouxe do mercado uns cogumelos brancos enormes e logo soube que destino lhes dar. Simples de preparar e sabem a pouco 🙂

Cogumelo no Forno com Quejo Fresco e Ovo

Cogumelos frescos qb e de preferência grandes; queijo fresco para barrar; sal, azeite e ervas a gosto.

Passar os  cogumelos e água corrente e limpá-los com papel absorvente. Não convém mergulhar em água pois absorvem água como uma esponja. Numa travessa de forno colocar um fio de azeite e o cogumelos já sem o pé.

Na cavidade do cogumelos colocar umas pedrinhas de sal e uma colher de sopa de queijo fresco. Ajeitar o queijo de forma a criar uma base de suporte ao ovo. Terminar com chouriça picada e ervas a gosto. Vai ao forno pré aquecido a 200ºC cerca de 20m.

Bom apetite. Boa semana e até breve.

Uma Primeira Vez para Pão de Ló

IMG_4783.1

-Podes fazer pão de ló? Sim, posso.

-Já fizeste? Sim, e o nariz a crescer tal qual Pinóquio.

IMG_4786.1

Não me iria dar por vencida apenas porque nunca tinha feito um pão de ló. Peguei no meu livro de receitas, Tesouro das Cozinheiras, e procurei a receita do pão de ló.

IMG_4790.1

Um pão de ló devorado rapidamente e eu orgulhosa do meu primeiro pão de ló. A autora dizia que se bem executada a receita ficaria como os de confeitaria, eu, se conseguisse, dir-lhe-ia que ficou ainda melhor, fofo como se quer e de seco nada tinha.

Pão de Ló Limão

7 ovos de tamanho M – mais pareciam L
150gr de açúcar
125gr de branca de neve fina – farinha com fermento
Raspa de limão a gosto

Ligar o forno a 175ºC.

Bater as claras em castelo num taça. Noutra taça bater as gemas com o açúcar e a raspa de limão até ganharem corpo e ficarem fofas. Adicionar as claras às gemas e envolver com cuidado para não perder o ar.

Peneirar a farinha adicionando-a aos poucos e envolvendo entre cada adição sem bater. Untar uma forma de chaminé e colocar a massa. Vai ao forno cerca de 35m. Depois dos 20m tapei com papel alumínio e vigiei. Assim que o palito saiu seco apaguei o forno e deixei a porta entreaberta. Só quando ficou morno o forno é que retirei o bolo e desenformei. Desta forma o bolo não abateu e ficou perfeito.

Delicioso.

Uma óptima semana.

Bacalhau na Frigideira

bacalhau na frigeideriaRefeição rápida e cheia de sabor. Barrigas felizes e soninho descansado.

Bacalhau na Frigideira

Cozer lombos de bacalhau – as supremas de bacalhau saem sempre bem – e desfiar em lâminas. Cozer batatas, cenouras e ovos qb.

Numa frigideira colocar alhos esmagados, azeite e folha de louro. Assim que os alhos estalarem adicionar o todos os ingredientes e saltear cerca de 3m até estar bem perfumado. Servir com coentros picados.

Até breve.

Um Desejo, Um Bolo

IMG_2392

Os dias tem passado a uma velocidade frenética. Há dias que olhava para as bananas e lhe adivinhava o fim. Comecei a ficar ansiosa, mas, sempre que chegava a casa as prioridades eram outras.

Ontem, no entanto, a canja libertou-me tempo para poder fazer este bolo que ficou delicioso. A fatia que vos mostro foi a que sobrou hoje… e parece que sorri para nós 🙂

IMG_2396

Ficou um bolo macio, de capinha crocante e o sumo das bananas deixou a massa húmida e cheia de sabor. Uma experiência que temia não vingar e que se revelou uma surpresa deliciosa. Para não esquecer e poder partilhar anotei cada pesagem.

Bolo de Bananas

  • 280gr de bananas maduras
  • 25ml de sumo de limão+15gr de açúcar
  • 200gr de farinha Branca de Neve 
  • 1 iogurte natural
  • 3 ovos
  • 70gr de açúcar
  • 80gr de Vaqueiro Líquida 
  • Gotas de essência de caramelo qb

IMG_2395

Ligar o forno a 175ºC

Esmagar as bananas com as 15gr de açúcar e envolver o sumo de limão. Bater os ovos com o açúcar até estarem bem fofos. Juntar a manteiga e bater mais um pouco. Adicionar 100gr de farinha e bater. Depois o iogurte e por fim as restantes 100gr de farinha batendo até estar tudo bem misturado.

Untar uma forma a gosto, eu usei de bolo inglês, e colocar metade da massa, depois as bananas, e, por fim a restante massa. Levar ao forno cerca de 35m. Ir fazendo o teste do palito. Deixar ficar morno na forma e só depois desenformar para uma rede, deixando então arrefecer totalmente… se conseguir.

O bom resto de semana. Fiquem bem e até já.

Da Preguiça… Filetes de Salmão no Forno

IMG_2375

Sábado é dia de ir ao mercado, à praça como lhe chamo. É dia de fruta, de legumes e de peixe. Depois de alguma hesitação na escolha, vejo uns filetes de salmão, e, trago-os comigo na certeza que iriam ser o nosso almoço, grelhados pois claro.

IMG_2382

A grelha, ainda, suja, e a preguiça de a lavar, trocam-me as ideias e achei que o forno era uma boa solução que me libertava para outras tarefas pendentes. E assim foi. Como há uma primeira vez para tudo, hoje foi dia de comer salmão no forno pela primeira vez.

Optei por tempero simples, pois, o salmão estava fresco e não queria ofuscar o sabor a mar.

IMG_2386

Foi comido por todos com gosto, e, estava, de facto, muito bom. A repetir, pois então.

Filetes de Salmão no Forno

  • Salmão
  • Sal
  • Coentros frescos
  • Azeite
  • Manteiga com tempero de limão da Vaqueiro – para aves…

Ligar o forno a 220ºC.

Forrar uma travessa de forno com papel de alumínio. Colocar no fundo um fio de azeite e umas pedrinhas de sal. Colocar os filetes na travessa e colocar mais umas pedrinhas de sal por cima e coentros picados. Derreter um pouco de manteiga e pincelar por cima. Levar ao forno cerca de 35m. Polvilhar com mais coentros antes de servir. Depois, comer tudo com satisfação e vontade de repetir.

Até já e bom fim-de-semana.