PASTELARIA

BOLOS, BOLINHOS, MUFFINS, SCONES

Bolo Integral de Iogurte e Maçã

IMG_4030.1

Depois de um post detox fica a sugestão de um bolo feito em partes iguais de farinha integral e farinha branca, sem adição de manteiga, azeite ou óleo. Boa parte do bolo foi devorado antes de sairmos de casa. Feito na noite anterior, durou até ao final da tarde do dia seguinte mantendo-se húmido e macio. A julgar pelos elogios vai ser para repetir. Mais uma sugestão saudável, ou bem menos calórica, afinal, a alimentação deve incluir um pouco de tudo ;)

IMG_4029.1

Bolo Integral de Iogurte e Maçã

120gr de maçã Reineta ralada e envolvida em 30ml de sumo de limão; 150gr de iogurte magro com pedaços; 4 ovo; 100gr de açúcar amarelo; 110gr de farinha integral; 110gr de farinha para bolos com fermento ; Pitada de canela; 1/2 colher de chá de fermento para bolos

Ligar o forno a 180ºC. Bater os ovos com o açúcar até estarem fofos e volumosos. Adicionar o iogurte, bater mais um pouco, depois a maçã ralada, e bater novamente. Peneirar as farinhas juntamente com a canela e o fermento para bolos. Juntar as farinhas peneiradas e bater em velocidade média até estar tudo misturado. Untar uma forma e colocar a massa. Vai ao forno a cozer cerca de 40m. Fazer o teste do palito e assim que sair seco tirar o bolo do forno. Deixar a arrefecer na forma e só depois desenformar.

Enjoy it.

Boa semana e até breve.

Brioche de Iogurte – que não fiz em 2013

Brioche de Iogurte

Ando para trás no tempo e esta receita tem lugar no blog desde 2010, depois 2011, 2012 e ups… não houve registo em 2013. É engraçado voltar atrás no tempo, no tempo do blog, dos primeiros posts, das fotografias tiradas com o telemóvel e cheias de vontade. É engraçado analisarmos este percurso de nós partilhado com o mundo e sentir que cada vez mais gostamos de o fazer e que este cantinho tem servido para conhecer meio mundo que partilha o mesmo gosto.

???????????????????????????????

Aqui fica mais uma vez a receita, que, não sendo minha, já a adoptei cá em casa.

Brioche de Iogurte

2 iogurtes naturais, 1 ovo batido, 75gr de açúcar, 500gr de farinha T65, 11gr de fermento seco, 50gr de manteiga cortada em pedaços

Colocar pela ordem acima na mfp e escolher o programa que amassa e leveda. Findo o tempo retirar para a bancada e amassar para tirar o ar. Dar o formato pretendido e deixar levedar cerca de 30m no forno ligado a 50ºC. Retirar e pré-aquecer o forno a 180ºC. Pincelar com leite ou ovo batido e levar ao forno até estar dourado.

Fica deliciosamente macio. Irresistível.

Uma semana longa e apenas visitas fugazes aos blogs. Aproveito para desejar um excelente fim-de-semana.

Ve-mo-nos em breve.

Delícia de Maçã

Delícia de MaçãEstá na hora de partilhar um bolo que é o preferido das meninas cá da casa pois andam sempre à procura de maçãs para o fazermos. Afinal, já cortam as maçãs sozinhas e isso dá-lhes uma sensação de entrada no mundo dos adultos que lhes agrada muito. Se elas soubessem o que é ser adulto… Mas, se assim fosse, o processo de aprendizagem que decorre no nosso crescimento não seria aquilo que é se soubéssemos de tudo.

Delicia de MaçãA receita é de um blog que gosto muito mas que está parado no tempo desde 2009. Eu peguei na receita de comer à colher, e, desta vez, transformei-a num delicioso bolo de maçã. Tanto a versão original,de comer à colher, como a versão bolo são um óptimo motivo para ver as maçãs que temos em casa ;)

Bolo Delícia de Maçã

3 maçãs cortadas em fatias finas e regadas com sumo de limão; 240ml de leite; 280gr de Branca de Neve ou outra com fermento; pitada de sal; 2 ovos; 120gr de açúcar; 175gr de manteiga amolecida – temperatura ambiente

Bater a manteiga com o açúcar até obter um creme. Juntar os ovos 1 a 1 batendo entre cada adição. Adicionar o leite, a farinha, sal e bater tudo novamente. Numa travessa de forno ou forma a gosto untada colocar uma camada de massa, as maçãs por cima e polvilhá-las com uma mistura de açúcar e canela. Terminar com uma camada de massa e polvilhar novamente com canela e açúcar. Isto vai fazer com que o bolo fique com uma capa crocante que combina muito bem com o interior macio deste bolo.

Espero que gostem tanto quanto nós.

Boa semana e até breve.

Crepes de Chocolate e Canela

???????????????????????????????

 

Pedidos tantas vezes, e outras tantas comidos com a maior das satisfações. E não sobra nada. Olhando as horas, agora mesmo sabiam bem 2 ou 3 e uma chávena de chá bem quente. Tenham um bom dia.

Crepes de Chocolate e Canela

50gr de farinha T65, 125ml de leite, 1 colher de sopa rasa de chocolate em pó para o leite - Nesquik por exemplo, 1 ovo, pitada de canela em pó, 5gr de açúcar.

Misturar a farinha com o chocolate, a canela e o açúcar. Adicionar o leite aos poucos e mexer com uma vara de arames de modo a não ficarem grumos. Se verificar que ficam grumos passe a massa por um passador de rede. Por fim juntar o ovo batido e misturar bem.

Passar uma folha de papel absorvente num pouco de manteiga e untar a frigideira -este papel serve perfeitamente até terminar a massa dos crepes sem os tornar gordurosos. Depois é só ir deitando pequenas colheradas de massa de modo a obter uma camada fina e virar assim que  os rebordos começarem a descolar.

Como os crepes mais apreciados são os mini-crepes uso sempre uma mini-frigideira, daquelas de fazer ovos estrelados. Ficam perfeitos no tamanho.

Até breve.

Pastéis de Batata Doce com Amêndoa Torrada

???????????????????????????????

É oficial. Cheira a Natal por estes lados. As experiências vão-se sucedendo agora que as velhas mãos calejadas não mais os podem fazer. É nestas alturas que sinto vontade de arregaçar mangas na esperança de que os sabores que tantas memórias em nós evocam não caiam no esquecimento.

???????????????????????????????

Não me atrevi a pôr a mão na massa, mas antes no recheio, e o resultado superou as expectativas. Uns deliciosos pastéis de batata doce e amêndoa feitos no forno, que, acabaram depressa demais perante tantas mãos cheias de vontade. No ar ficou o pedido de fazê-los com gila e amêndoa. A ver se me atrevo.

???????????????????????????????

A massa fica bem estaladiça e sem aquele murchar do tempo característico dos pastéis fritos. A casa não cheira a fritos e o cheiro a canela no ar anuncia a chegada do Natal. Ficam prontos em cercas de 20m e a cozinha arruma-se num instante.

Partilho como fiz o recheio pois a massa já vem feita, cortada e separada por papel vegetal :)

Recheio de Batata Doce e Amêndoa Torrada

Cerca de 400gr de batata doce – já descascadas; 125gr de açúcar; 125ml de água; pau de canela; raspa de um limão; 5 gemas; amêndoa torrada e sem pele – cerca de 75gr; canela em pó qb.

Cortar as batatas e cozer na panela de pressão cerca de 15/20m tapadas com água. Depois de cozidas passar a varinha mágica até obter o puré. Deixar arrefecer.
Enquanto arrefece fazer uma calda com a água, o açúcar e a raspa de limão. Deixar levantar fervura em lume brando até ganhar um pouco de consistência e deixar ficar morno.
Num robot de cozinha, colocar o puré de batata doce e através do bocal ir adicionando as gemas 1 a 1 tendo o cuidado de bater entre cada adição. Aos poucos adicionar a calda e ir pulsando até obter a consistência desejada. Por fim adicionar a amêndoa torrada.

O recheio quando morno/frio está pronto a utilizar. No entanto eu prefiro fazê-lo no dia seguinte quando os sabores estão mais intensos. O recheio conserva-se facilmente durante cerca de 1 semana no frigorífico em caixa hermética. Esta quantidade fez cerca de 30 pastéis.

A caminho do forno

Ligar o forno a 180ºC. Forrar um tabuleiro com papel vegetal. Retirar os discos de massa do congelador, separar e deixar à temperatura ambiente enquanto o forno aquece – cerca de 10m. Depois basta distribuir o recheio tendo o cuidado de passar água nos rebordos da massa e depois calcar com a ajuda de uma garfo para evitar que abram durante a cozedura.

Pincelam-se com gema batida com um pouco de leite e vão ao forno a cozer cerca de 15/20m. Depois de pronto polvilhar com uma mistura de açúcar em pó e canela.

E, com este post a cheirar a canela, aproveito para desejar boas festas a todos e todas. Sejam felizes, sorriam e abracem muito que a noite é mágica.

Até breve

Panquecas de Feriado

IMG_2414

Podiam ser panquecas de domingo mas quis o destino que fosse de segunda-feira, que, sendo feriado, era quase um domingo. Não fosse a partida que o tempo me reservou para o fim-de-semana maior e talvez tivesse ficado pelos cereais com leite. Estes pequenos contratempos são a perfeita desculpa para mais uma ida à cozinha, para fotografar, para partilhar. Pequenos nadas que, para quem gosta destas andanças, representam muito, a partilha do gosto pela comida e pelos momentos que a envolvem.

A pequena pediu panquecas e eu fiz-lhe a vontade. Por vezes penso que as minhas filhas lêem-me os pensamentos e arranjo sempre uma boa desculpa para comer mais qualquer coisa ;)

Panquecas de Feriado *

Num copo medidor colocar farinha com fermento até à medida de 125ml. Juntar uma colher de sopa de açúcar e misturar. Juntar aos poucos 200ml de leite, mexendo aos poucos de modo a que não fiquem grumos. Untar levemente uma frigideira anti-aderente e ir fazendo as panquecas.

Até já.

* o feriado do 1 de Junho já lá vai e o tempo não tem chegado para tudo. Ainda assim, hoje não resisti e vim aqui. Voltarei mais tarde para ver que se tem feito por estes dias.

Bolo Zebra de Iogurte Grego

IMG_2427

É um bolo simples, muito fofo e delicioso. A dificuldade de o fotografar à noite contrasta com a fácil execução e a nossa capacidade de nos contentarmos só com uma fatia… ou duas… ou três.

IMG_2430

Já passava das 21.30 quando o bolo ficou pronto, e, as miúdas não quiseram ir dormir sem a sua fatia de bolo, que, depois de tanta insistência e perante a hora, foi cortado ainda morno… o amarelo do bolo deveu-se ao ovos trazidos pela minha colega C.

Tentei ser artista e fazer o que chamam de Zebra Cake, mas, quando dei por mim, a massa ia fugindo para o lado da forma ao invés de se manter no meio. Ainda assim, o efeito zebra lá se mostrou, e, mais chocolate houvesse e tinha ficado mais marcado.

Bolo Zebra de Iogurte Grego

  • 1 iogurte grego natural sem açúcar
  • 100gr de açúcar
  • 4 ovos tamanho S/M aproximadamente
  • 90gr de manteiga amolecida, não é derretida
  • 3 medidas do copo com farinha Branca de Neve, ou outra auto-levedante a gosto.
  • 1 colher de sopa bem cheia de Nesquik
  • 1 coher de sopa rasa de canela em pó

Ligar o forno a 175ºC. Bater a manteiga com o açúcar até obter uma espécie de creme, o mais certo é colar-se às varas da batedeira. Adicionar os ovos 1 a 1 batendo entre cada adição. Juntar o iogurte e misturar bem. Por fim juntar a farinha, um copo de cada vez batendo entre cada adição. Retirar uma porção de massa para uma taça, mistura o chocolate e a canela e misturar bem. Numa forma untada ir colocando colheradas de massa, alternadamente, umas vez com chocolate, outra vez sem chocolate, e assim sucessivamente até não restar mais massa. Começar com uma colher da massa de chocolate no meio da forma e ir colocando as colheres de massa seguintes sempre uma por cima da outra. Se a massa fugir para um dos lados da forma, não se aflija, não faz mal, a minha também fugiu e tem o efeito. Levar ao forno cerca de 40m. Fazer o teste do palito. Deixar ficar morno na forma e só depois passar para uma rede para terminar de arrefecer, se conseguir e não tiver clientes apressados :) Acompanhar com um copo de leite simples. Delicious.

Ando ausente da blogosfera e das visitas aos blogues que tanto gosto, mas por agora tem de ser. O blog vai ficar em modo de publicação automática, já que os posts estão agendados.

Volto em breve. Até lá o blog irá partilhando por mim o que por cá se faz.

Até já.

Bolo Erna

IMG_0671

Nome estranho, mas assim está escrito no livro Tesouro das Cozinheiras, da Mirene, e que em nada compromete o sabor e a simplicidade deste bolo.

IMG_0673

Ingredientes: 125gr de manteiga amolecida; 100gr de açúcar; 250gr de farinha Branca de Neve; 3 ovos; sumo e raspa de meio limão; 75ml de leite; açúcar e canela qb.

Ligar o forno a 180ºC.
Bater a manteiga com o açúcar até obter um creme. Incorporam-se as gemas. Depois o sumo, a raspa de limão. Adiciona-se a farinha e bate-se bem. Por fim as claras batidas em castelo, que se envolvem com cuidado. Fazer o teste do palito.

Envolvi na massa um pouco de açúcar e canela, pois adoro o contraste de sabores. Fica um bolo bastante fofo e que acompanha bem um chá para os dias frios que, segundo dizem, por aí vêm.

Por aqui o tempo não tem chegado para tudo, volto em breve. Obrigado pela companhia. Até já.

Bolo de Iogurte, O Mais Procurado

IMG_1399Todos os dias olho os termos mais utilizados através dos quais os visitantes aqui chegam, e, curiosamente, todos os dias, a maior afluência vem do termo “melhor bolo de iogurte” e acabam por “encalhar” neste, e provavelmente, noutros blogs.

IMG_1403

Por isso, e não sendo eu especialista, e correndo o risco de parecer “básica”, achei que devia fazer um post dedicado ao bolo mais famoso e versátil do nosso Portugal.

IMG_1409

Não sendo eu uma expert na matéria deixo as minhas dicas de como faço para que tudo possa correr bem

Um bolo que dispensa a balança, dado às mais variadas combinações e que fica sempre bem. No entanto, há sempre a procura pela perfeição, e eu, encontrei a receita perfeita, já antes partilhada e agora com pompa e circunstância.

E porque merecia uma comemoração, e uma inovação, fiz o clássico bolo de iogurte e ainda juntei ameixas… de África, e, bem boas.

boloiogurtepp1

  • Precisamos de 4 ovos, tamanho L,  1 iogurte de aroma à escolha, 125gr – usei natural açucarado, 1 medida do copo de açúcar, 2 medidas do copo de farinha com fermento – Branca de Neve Fina, 1 medida do copo mal cheia de óleo, 1 medida do copo de farinha Maizena, raspa de 1 limão. Ligamos o forno a 170ºC.
  • Começar por bater as claras em castelo, assim não precisa parar para lavar as varinhas, e deixá-las em picos suaves
  • Juntar o açúcar às gemas.
  • Bater até estarem bem cremosas e fofas.
  • Adicionar o iogurte e bater.
  • Juntar o óleo e bater.

boloiogurtepp2

  • Juntar a raspa de 1 limão à massa.
  • Peneirar as farinhas, desta forma a massa do bolo vai ganhar leveza e elimina grumos de farinha.
  • Adicionar a farinha e mexer com uma colher-de-pa.
  • Por fim juntar as claras em castelo e envolver em movimentos suaves de baixo para cima. Este procedimento vai dar ar à massa e ajuda a criar um bolo fofo e alto.
  • A massa deverá ficar com aspecto de mousse.
  • Untar uma forma, a gosto, com manteiga. Uso uma folha de papel, pois acho prático e limpo.

boloiogurtepp3

  • Nesta fase pode optar-se por fazer um bolo simples ou ser mais ousada. Depois de a forma untada colocar um pouco de açúcar no fundo e fruta a gosto, optei por ameixas.
  • Colocar a massa com cuidado em cima da fruta e abanar ligeiramente a forma de modo a que as bolhas de ar saiam. Evita buracos na massa durante a cozedura.
  • Colocar a forma no forno previamente aquecido a 170ºC. Quando a temperatura é demasiado alta o bolo pode  partir e crescer torto. Se a massa parecer muito escura deve colocar-se uma folha de alumínio para terminar de cozer.
  • O meu bolo esteve cerca de 45m no forno, sendo que nos últimos 15m o tapei com folha de alumínio e liguei apenas a resistência de baixo. No entanto, cada forno é diferente, convém vigiar.
  • Quando pronto retirar do forno e colocar a forma em cima de uma grade, nunca directamente no frio, pois desta forma corre-se o risco de o bolo abater devido ao choque térmico.
  • Deixar arrefecer dentro da forma e quando morno desenformar e deixar terminar de arrefecer numa rede. Quando se desenforma um bolo ainda quente corremos o risco de este se partir.

Depois de frio polvilhar com açúcar e canela em pó. Servido com uma bola de gelado de baunilha fica ainda melhor.

Boa semana e… até já.

Scones de Iogurte Grego

IMG_1254

O temporal chegou de mansinho e está instalado. O frio insiste em ficar, afinal, ainda é Inverno. O mesmo frio que me agarra desesperadamente todas as manhãs à cama é o mesmo que me impele a ligar o forno. E este simples gesto sabe tão bem…

IMG_1256

Sei o que quero fazer, scones de iogurte. Vejo o frigorífico, pois sei que tenho um com validade a caducar, e, não hesito, tiro o iogurte grego com pedaços de morango. Estou confiante :)

IMG_1257

Sigo a receita, em inglês, anotada no meu velho caderno e sem a devida fonte anotada, mea culpa, mas na altura não imaginava um dia ter blog. Por isso aqui fica o registo de que a receita não é da minha autoria mas deixo a minha experiência e a minha opinião, Bons, mas, Bons mesmo! E tão fáceis de fazer. Foram os meus primeiros scones estendidos com o rolo da massa e com este formato. Afinal eu sou capaz ;)

sconesigrego

Não fosse ter-me descuidado com a quantidade de aroma de baunilha e a massa teria ficado mais clara. Muito bons. Um perfeito equilíbrio entre o miolo macio, quase a fazer lembrar um bolo, e a capinha crocante.

Ingredientes: 280gr de farinha Branca de Neve; 50gr de manteiga aos cubos; 1 colher de chá de bicarbonato de sódio; 1 iogurte de iogurte grego com pedaços de morango; 1 ovo tamanho S; 50ml de leite; aroma de baunilha

Pré-aquecer o forno a 220ºC.

Colocar a farinha com a manteiga num processador de alimentos, que na minha casa se chama picadora grande :) , e triturar até estar tudo bem misturado. Em alternativa podem-se utilizar os dedos ou mesmo um garfo para misturar a manteiga com a farinha. Numa pequena taça colocar o iogurte, o leite e a baunilha. Mexer com uma vara de arames. Por fim juntar o ovo e misturar tudo muito bem.

Despejar a mistura líquida na farinha, previamente misturada com a manteiga, e mexer com uma colher-de-pau apenas para ligar. Não amassar.

Na bancada enfarinhada colocar a mistura toda e com as mãos enfarinhadas moldar uma bola, amassando o mínimo possível. Forrar um tabuleiro com papel vegetal e colocar a bola de massa em cima. Com a ajuda do rolo estender em forma de círculo. Cortar em forma de triângulos, sem a faca tocar totalmente no tabuleiro, mas de modo a que estes se mantenham unidos durante a cozedura.

Pincelar com leite e vai ao forno cerca de 15m. Deixar arrefecer numa rede. São deliciosos mornos ou frios.

Boa semana.

Os Crepes de Sempre

IMG_1224

Desde que coloquei em prática esta receita, publicada no livro Receitas do Mundo da Popota, 2009, que a uso frequentemente por saírem sempre uns crepes deliciosos e de massa fina. Por isso, partilho mais uma vez um clássico cá de casa e que vai muitas vezes nas lancheiras barrado com Nutela. 

Faz 10 mini crepes.

Ingredientes: 50gr de farinha Nacional T55, 125 ml de leite m/g, 1 ovo, 1 colher de sopa rasa de açúcar, essência de baunilha ou caramelo

Misturar a farinha com o açúcar. Adicionar o leite aos poucos, mexendo sempre, de forma a que não fiquem grumos. Por fim juntar o ovo batido.

Colocar pequenas colheradas de massa numa frigideira anti-aderente. Quando as bordas dourarem e as bolhas aparecerem no crepe voltar de imediato e deixar uns segundos até abanar a frigideira e o crepe se soltar.

Não costumo untar a frigideira porque é anti-aderente. No entanto, costumo usar uma folha de papel absorvente que passei na manteiga, e é essa folha que vou usando para passar na frigideira entre cada crepe. Não esquecer que o lume não pode estar muito alto ou o crepe irá queimar.

Bolos de Arroz

IMG_0913

Uma fornada que foi com a dos mini bolos moussse de chocolate para o lanche. As meninas mais crescidas gostaram muito, pois, segundo elas, sabiam mesmo a bolos de arroz. Mas, de arroz não tinham nada.

IMG_0916

Levam pouca gordura e resmas de sabor a limão. Fáceis de fazer e sabem mesmo a bolos de arroz.

IMG_0917

*Receita de Bolos de Arroz: 2 ovos, 150gr de leite, pitada de sal fino, casca de 1 limão, 90gr de açúcar, 350gr de farinha com fermento Branca de Neve, 75gr de manteiga amolecida, açúcar qb para polvilhar.

Ligar o forno a 180ºC. Numa picadora colocar as cascas de limão e o açúcar e pulsar até estar bem misturado. Bater o açúcar com a manteiga amolecida até estar cremosa. Adicionar os ovos 1 a 1 batendo entre cada adição. Juntar o leite lentamente e mexendo bem até incoroporar. Com a ajuda de uma colher de pau, que pode ser de plástico, envolver a farinha. A massa fica bastante densa mas é mesmo assim. Distribuir a massa por pequenas formas de papel e espalhar por cima açúcar a gosto. Quanto mais colocar mais crocante irá ficar. Cozem cerca de 15m.

Boa semana.

*Receita do blog da Elsa.

Mini Bolos Mousse de Chocolate

IMG_0918

Pequenos e delicados pedaços que fizeram sorrir muitas crianças. Dei tão pouco de mim e cada vez mais gosto de estar presente na vida de todos eles. Enchem-me de mimos pela manhã, sabem o meu nome e pedem-me abracinhos. Fazem fila para os beijinhos, e, todas as manhãs, quando me vêem há uma genuinidade única e um brilho nos seus olhos que me dá uma sensação de bem-estar muito grande. Sei que vou à minha vida e que todos eles ficam bem entregues, e, sobretudo, são crianças felizes.

IMG_0923

E, sabendo que poucas são as crianças que resistem à tentação do chocolate, optei por fazer uma das receitas mais repetidas cá em casa. Uma espécie de bolo mousse de chocolate, irresistível, num combinação de chocolate, canela, limão e laranja.

Atrevem-se?

Ingredientes: 3 ovos, 130 manteiga amolecida, 130gr açúcar, Casca de Laranja e Limão, Pitada de sal, 150gr chocolate 70% cacau, 250ml leite, 280gr de farinha Branca de Neve, pitada de canela em pó, 200ml de natas

Dica: Costumo bater as claras em castelo de início para depois não ter que lavar as varetas a meio da preparação do bolo.

Colocar o açúcar na picadora com as cascas de limão e laranja e picar bem. Bater a manteiga com o açúcar  até obter um creme. De seguida adicionar as gemas e bater mais um pouco. Com a vara de arames juntar o chocolate, previamente derretido em banho-maria, e ir adicionando o leite aos poucos até estar tudo bem misturado.  Adicionar as natas e misturar bem. Juntar a farinha peneirada com a canela em 2 vezes e mexer com a vara de arames. Envolver as claras previamente batidas em castelo em movimentos de baixo para cima para a massa ganhar ar e ficar leve.  Levar a forno pré-aquecido a 170ºC 15m.

Fiz em pequenas formas mas pode ser feito numa outra forma a gosto.

Bom fim-de-semana.

Bolo de Laranja, Nozes e Canela

IMG_0648

Com 10kg de nozes em casa um dia destes tive como passatempo partir 1kg de miolo para o que calhasse. E tem calhado. Por aqui, por ali, e, inevitavelmente em bolos.

Um bolo pouco doce e com aquele contraste maravilhoso do crocante das nozes. E o cheiro a farturas? Não tinha falado nele, pois não?    A crosta de açúcar e canela com as nozes…

IMG_0642

Um dia frio, cinzento e ventoso, pedia algo mais para acompanhar um chá com a C. E assim foi. Que saudades…

*Ingredientes: 80gr de manteiga amolecida, 100gr de açúcar mascavado, 4 ovos, 80ml de sumo de laranja, raspa de limão, 1 iogurte natural, 180gr de farinha Branca de Neve, 80gr de farinha Maizena, canela e açúcar qb, nozes.

Ligar o forno a 180ºC.

Amolecer a manteiga e bater com o açúcar mascavado até estar em creme. Adicionar os ovos 1 a 1 batendo entre cada adição. Juntar o sumo, raspa de limão, o iogurte e bater. Peneirar as farinhas e adicionar à mistura anterior. Bater até estar bem misturado.

Untar uma forma. Colocar metade da massa. Polvilhar com açúcar e canela e colocar nozes. Colocar a restante massa e terminar com mais açúcar e canela, e nozes.

Vai ao forno cozer cerca de 40m. Fazer o teste do palito.

Deixar arrefecer dentro da forma em cima de uma rede e só depois desenformar.

Bom fim-de-semana.

*Receita adaptada do blog Uma Pedra de Sal

Uma Espécie de Tarte de Maçãs e Nozes

IMG_0592

Penso que as opiniões são unânimes, doces com maça e canela são a mais simples e deliciosa combinação que podemos ter sempre em casa, e, se lhe juntarmos nozes o resultado é uma mistura de sensações na boca. A maciez da maçã, travo a limão e canela, e o crocante das nozes…

IMG_0594

E, se eu vos disser que esta tarte é fácil de fazer, e, em minha opinião, uma das melhores que já passearam pela minha mesa não estou a mentir. Adaptei a receita e ainda troquei os arandos pelas maçãs que estavam moles. É tão fácil de fazer quanto de comer. Há ligações perigosamente deliciosas e que merecem ser partilhadas.

IMG_0589

Usar como medida um cup de 250ml.

Ingredientes: Maçãs, usei 5 Reineta médias mas usem as que tiverem em casa, 1 cup de Farinha T55, Sumo de Limão, Canela em Pó qb, 1 cup de Nozes picadas grosseiramente, 1 Iogurte Natural Açucarado, 50gr+25gr de Açúcar, 100gr de manteiga derretida e fria, 2 ovos, essência de caramelo.

Ligar o forno nos 200ºC.

Descascar as maçãs e cortar em cubos. Regar com o sumo de limão, envolver e deixar repousar enquanto se prepara a massa.

Misturar a farinha com 25gr de açúcar e adicionar a manteiga aos poucos. Com a batedeira ir batendo lentamente e logo de seguida juntar o iogurte. Colocar os ovos, 1 de cada vez, e bater bem até obter uma massa lisa. Por fim adicionar umas gotas de essência de caramelo.

Untar uma tarteira de 25cm de diâmetro com manteiga. Colocar as maçãs e por cima as nozes. Polvilhar com as 50gr de açúcar e a canela em pó. Colocar a massa e tentar alisar.

Baixar a temperatura do forno para os 175ºC e deixar cozer cerca de 25m ou até inserir um palito e este sair seco.

Deixar arrefecer em cima de uma grade. Comer morno ou frio. Simplesmente delicioso e arranca muitos hummmmm.

Boa semana.

tarte de macas e nozes

Sem Tempo mas com Bolo

Como o tempo passa…

Entre aniversários de miúdos e graúdos, outros que se avizinham, e as festas de época, ando sem tempo para o blog. Espero que ele me perdoe, e quem me acompanha também.

Os motivos são bons mas não esticam o meu tempo. Há muito para contar mas ainda não vai ser desta que só isso merece um post.

E como o tempo não tem dado para novas experiências partilho um post com uma receita bem antiga e conhecida de todos.

Até breve. Obrigado por continuarem desse lado.

Ingredientes: 1 iogurte de aroma à escolha, 4 ovos, 1,5 copo de açúcar, 2 copos de farinha com fermento, 1 copo de farinha Maizena, 1 copo mal cheio de óleo.

Usar como medida o copo do iogurte= 125gr

Ligar o forno nos 200ºC. Bater as claras em castelo até estarem cremosas. Bater as gemas e o açúcar até obter um creme amarelo e fofo. Juntar o iogurte, o óleo, e, bater novamente. Adicionar as farinhas previamente peneiradas e bater usando a batedeira. Por fim adicionar as claras em castelo e envolver de baixo para cima de modo a que a massa ganhe volume. Distribuir as formas de papel por um tabuleiro de muffins e encher com massa até 3/4 da capacidade. Polvilhar com açúcar e canela. Diminuir o forno para os 180ºC e levar a cozer cerca de 20m. Assim que o palito sair seco retirar de imediato. Deixar arrefecer uns 3m ainda no tabuleiro e só depois transferir para uma rede para arrefecerem.

Tarte de Maçã com Farinha Integral

Há sempre uma primeira vez para tudo. Umas vezes corre bem, outras nem por isso. Uma coisa eu já  aprendi, quando algo dá errado temos 2 caminhos: seguir em frente e esquecer, ou lembrar onde se errou e recomeçar do zero. Eu, gosto especialmente da segunda opção, é esta que me permite crescer e aprender.

Achei que era altura de utilizar o acessório da minha varinha mágica, uma espécie de picadora gigante, a taça com uma grande lâmina e que serve para misturar, tão bem, a manteiga à farinha na perfeição. E, ainda que não tenha sido o caso, enquanto fazia a massa para esta tarte tive sempre no pensamento as 2 opções de escolha. Quis fazer uma massa diferente, acreditei que podia ser possível fazê-lo guiando-me pela intuição. E fui. E, o resultado não podia ter sido melhor. Massa fina e crocante quanto baste. Como resultou tão bem partilho a minha receita de tarte de maçã com farinha integral.

Tarte de Maçã com Farinha Integral

  • 130gr de farinha Espiga T65
  • 120gr de farinha Integral
  • 35gr de água
  • 100gr de manteiga cortada em pedaços
  • 1 ovos batido
  • pitada de sal fino
  • 400gr de maçãs Reineta aos cubos
  • 1 colher de sopa de farinha Maizena
  • 1 colher de sopa de açúcar
  • sumo de meio limão
  • pitada de canela
  • 30gr de manteiga

Colocar na taça misturadora as farinhas e o sal. Pulsar até estar misturado. Adicionar a manteiga em pedaços e pulsar novamente até a manteiga estar bem misturada. Adicionar a água e pulsar mais uma vez. Por fim juntar o ovo batido e pulsar até sentir a massa começar a prender.

Retirar e formar uma bola, amassando o menos possível, e embrulhar em película aderente. Levar ao congelador 20m.

Descascar e cortar as maçãs em pedaços. Adicionar o sumo de limão, canela, Maizena e açúcar e envolver bem. Deixar repousar.

Ligar o forno a 200ºC. Findo o tempo, retirar a massa do congelador, dividir em 2 partes, uma maior que outra, e, em cima da película aderente esticar a massa fina e forrar uma tarteira de fundo amovível de 22cm de diâmetro.

Picar o fundo com um garfo. Colocar as maçãs por cima tendo o cuidado de não colocar líquido que se formou durante o tempo de repouso. Colocar as 30gr de manteiga partida em pedaços e espalhar por cima das maçãs.

Com a outra parte da massa mais pequena fazer a tampa da tarte. Com uma faca fazer pequenos cortes na massa de modo a que as maçãs libertem o vapor durante a cozedura.

Diminuir a temperatura do forno para os 180ºC e deixar cozer durante 40m. Assim que começar a borbulhar pelos cortes que se fizeram na massa a tarte está pronta.

E quanto mais arrefece mais crocante fica…

P.S. O blog continuará em modo de publicação automática. Boa semana e obrigado pelas vossas sempre tão simpáticas visitas. 

Bolo de Cenoura e Maçã…

Existem bolos que se prestam a introduções cheias de adjectivos numa tentativa de os tentar descrever da melhor forma possível. Depois, outros há que me deixam sem grande capacidade de descrição. Imagine-se um bolo de cenoura que sabe a iogurte, húmido no interior, que cria uma crosta crocante de um lado, e, do outro, o contraste, maçãs macias e suculentas. Fica difícil não é? Assim sendo segue já a receita retirada do livro Bolos e Tartes, As Melhores Sobremesas, Sidul, adaptada ao meu gosto.

  • 4 ovos grandes – tamanho L ou 5 M
  • 150gr de açúcar
  • 2 cenouras raladas
  • raspa de 1 limão
  • 280gr de farinha Branca de Neve ou outra a gosto com fermento
  • 150gr de Vaqueiro líquida
  • Maçãs Reineta – as suficientes para cobrir o fundo da forma
  • Açúcar mascavado qb e sumo de limão

Ligar o forno a 175ºC. Descascar e cortar as maçãs aos cubos. Regar com o sumo de limão e envolver no açúcar mascavado. Deixar repousar.

Bater os ovos e o açúcar até obter um creme volumoso. Adicionar as cenouras raladas, a raspa de limão e a manteiga.

Por fim envolver a farinha com a ajuda de uma colher de pau, ou de plástico – mesmo que eu lhe chame de pau :)

Untar uma forma redonda sem buraco e polvilhar com farinha. Colocar os cubos de maçã no fundo, tendo o cuidado de escorrer as maçãs previamente. Colocar a massa por cima e levar ao forno cerca de 35-40m.

Convém vigiar a cozedura para evitar que o bolo fique seco. Assim que fizer o teste do palito e este estiver seco retirar do forno.

Deixar amornar na forma e só depois desenformar. Só me faltou uma bola de gelado ;)

Boa semana e obrigado pela vossa presença aqui no blog. Afinal, vocês são uma parte importante da sua existência e é bom saber que passam por aqui. Fiquem bem e façam o favor de sorrir, ou pelo menos tentar ;)

Queques de Iogurte com Crosta de Canela e Açúcar

As semanas têm passado sem que dê por isso, e, apesar deste calor que insiste em ficar apetece ligar o forno. E ligo. E repito a receita simples que todos já sabem de cor, bolo de iogurte. Como sempre, a farinha Maizena dá uma leveza à massa tornando o bolo muito macio. Já me têm dito que parece bolo feito com fécula de batata. E parece, e sabe diferente. E é bom. Muito bom mesmo. A crosta de açúcar e canela combinam na perfeição com a simplicidade desta já conhecida receita.

Usar o copo como medida=125gr

Ingredientes: 4 ovos, 1 iogurte de aroma à escolha, 1,5 copo de açúcar, 2 copos de farinha com fermento, 1 copo de Maizena, 1 copo mal cheio de óleo, canela em pó e açúcar qb para a crosta

Ligar o forno nos 200ºC. Bater as claras em castelo até estarem cremosas. Bater as gemas e o açúcar até obter um creme amarelo e fofo. Juntar o iogurte, o óleo, e, bater novamente. Adicionar as farinhas previamente peneiradas e bater usando a batedeira. Por fim adicionar as claras em castelo e envolver de baixo para cima de modo a que a massa ganhe volume. Distribuir as formas de papel por um tabuleiro de muffins e encher com massa até 3/4 da capacidade. Polvilhar com açúcar e canela. Diminuir o forno para os 180ºC e levar a cozer cerca de 20m. Assim que o palito sair seco retirar de imediato. Deixar arrefecer uns 3m ainda no tabuleiro e só depois transferir para uma rede para arrefecerem.

P.S. Perdoem-me a minha ausência e a falta de resposta aos simpáticos comentários. Vou ter que me organizar melhor nesta área, definir um método, arranjar forma de fazer algo que tanto gosto, visitar os blogs que sigo e aprender convosco. Bom fim-de-semana.

Aqui também é Outono, e com Maçãs

Setembro começou da mesma forma para mim e para todo o mundo, dia 1 de Setembro lá estava ele. E, inevitavelmente, este é e será sempre o mês que regula muitas casas e muitas famílias. Este ano chegou a minha vez. E está a correr bem. Muito bem até. Outubro será o meu mês. O mês de regresso à vida profissional. Afinal trabalho há que chegue e sobre cá em casa. Será o mês em que irei assistir ao meu primeiro grande concerto de verdade.

Enquanto oiço o repicar das gotas da chuva na janela inspiro o cheiro a terra molhada e sei que estou diferente, para melhor espero eu. As folhas lá fora dançam ao som do vento e das ondas do mar. Explico às minhas filhas que chegou o Sr. Outono e que quando as árvores ficam despidas chega o Sr. Inverno. Elas sorriem, e, em cada folha que encontram caída dizem que são o Sr. Outono. E são. E o Outono é isso e muito mais. É a extensão das cores do Verão, mas mais quentes. O Outono está presente em pequenos gestos, e, por isso, liga-se o forno, faz-se um chá e come-se bolo de maçãs.

Receita em cup medidor de 250ml

1 cup água; 1 ovo; 2 colheres de sopa de manteiga; 2 e 3/4 cup farinha Espiga T65; pitada de sal; 1 colher de sopa de canela; 1/3 cup açúcar amarelo, 5gr de fermento seco granulado; 2 cups de maçãs em cubos

Topping:
1/3 cup açúcar amarelo, 1/3 cup farinha, 1 colher de chá de canela, 1/4 cup manteiga à temperatura ambiente

Untar e polvilhar com farinha uma forma, redonda ou rectangular.

Descascar e cortar as maçãs em cubos. Polvilhar com açúcar e canela e regar com sumo de limão.

Colocar a água e a manteiga numa taça de levar ao microondas até estar morna. Numa taça colocar 1+1/2 cups de farinha, fermento, açúcar amarelo, sal, e canela e misturar bem. Adicionar a água com a manteiga à mistura da farinha. Adicionar o ovo, levemente batido. Com a batedeira e em velocidade baixa bater a mistura até estar tudo misturado. Com a ajuda de uma espátula juntar a restante farinha e as maçãs. Envolver tudo até obter uma massa lisa e macia.

Preparar o Topping: Misturar o açúcar, a farinha e a canela. Juntar a manteiga em pedaços à farinha. Misturar tudo até obter uma espécie de mistura arenosa, o chamado crumble. Colocar a massa do do bolo na forma e polvilhar a superfície com a mistura do topping.

Tapar e deixar crescer cerca de  30m. Costumo colocar no forno ligado a 50ºC. Terminado o tempo de levedação aumentar a temperatura para os 175ºC e deixar cozer até estar dourado. Servir quente com uma bola de gelado. Fica um bolo muito fofinho e bem perfumado.

Considerações finais: o bolo é extremamente fácil de fazer, assim como de comer. O topo cria uma casquinha deliciosamente crocante. Quem não tem cups em casa pode usar um qualquer copo medidor ou então comprar um conjunto de cups medidores que se encontram facilmente. Eu comprei os meus no Continente e o conjunto custou cerca de 1€.