Iogurte Mascavado

Iogurte mascavadoA semana foi longa e não me deixou tanto tempo quanto desejava para este meu hobbie. Novos projectos se avizinham e há muito trabalho pela frente. A palavra de ordem é organização mas a vida é feita de escolhas.

Por isso, e antes que o tempo não estique, passei por aqui para partilhar mais uma vez os iogurtes caseiros.

Diz-se que em equipa vencedora não se mexe, mas, de vez em quando, podemos ajustar sempre qualquer coisa ou introduzir um elemento novo. Desta vez achei que o açúcar mascavado faria a diferença no sabor e não me enganei. Ando, definitivamente, enamorada pelos iogurtes caseiros.

Iogurte Mascavado

1Lt de leite m/g; 50gr de leite em pó; 70gr de açúcar mascavado; 1 iogurte natural; 2 gotas de corante amarelo

Colocar o leite ao fogo com o açúcar. Deixar que o leite aqueça o suficiente até o açúcar desfazer, mas sem deixar ferver – se conseguir colocar o dedo no leite por 5 segundos e não sentir queimar está no ponto certo.

Numa taça colocar o iogurte com o corante e o leite em pó. Misturar bem de modo a que não fiquem grumos. Adicionar a mistura ao leite e mexer até estar bem diluído. Distribuir pelos copos da iogurteira e deixar cerca de 10h. Findo este tempo colocar no frigorífico pelo menos 3 a 4 horas. Faço à noite e de manhã é só guardar no frigorífico e saborear ao almoço. Fazer pela manhã também é uma óptima solução, pois, desta forma, quando se chega a casa colocam-se no frio e passam por lá a noite, o que lhes dá a textura perfeita, pelo menos para mim.

Até breve e bom fim-de-semana.

Anúncios

Bacalhau com Esparguete em 20m

Bacalhau com esparguete em 20m

Não são precisas horas intermináveis de volta do fogão para que a refeição fique perfeita. O tempo que se tira ao fogão sobra para saborear esta massinha e espreguiçar no sofá com as minhas meninas crescidas que ainda pedem miminhos, e eu dou.

Bacalhau com Esparguete em 20m

400gr de Bacalhau desfiado; alhos esmagados; cebola picada; azeite; louro; polpa de tomate a gosto – esta variedade dá um sabor muito bom à comida; esparguete express – um esparguete fino de cozedura rápida e muito bom; coentros picado qb

Cozer o bacalhau e reservar a água. Colocar o azeite, alhos e louro num tacho e deixar que os alhos comecem a estalar. Adicionar a cebola picada e deixar refogar um pouco. Adicionar o bacalhau e a polpa de tomate envolvendo o refogado bem para ganhar sabor e apurar o molho. Juntar água do bacalhau e assim que levantar fervura colocar o esparguete e deixar cozinhar. Se necessário juntar mais água, mas quente para não quebrar a cozedura. Servir com coentro picados.

Até breve e votos de uma excelente semana.

Brioche de Iogurte – que não fiz em 2013

Brioche de Iogurte

Ando para trás no tempo e esta receita tem lugar no blog desde 2010, depois 2011, 2012 e ups… não houve registo em 2013. É engraçado voltar atrás no tempo, no tempo do blog, dos primeiros posts, das fotografias tiradas com o telemóvel e cheias de vontade. É engraçado analisarmos este percurso de nós partilhado com o mundo e sentir que cada vez mais gostamos de o fazer e que este cantinho tem servido para conhecer meio mundo que partilha o mesmo gosto.

???????????????????????????????

Aqui fica mais uma vez a receita, que, não sendo minha, já a adoptei cá em casa.

Brioche de Iogurte

2 iogurtes naturais, 1 ovo batido, 75gr de açúcar, 500gr de farinha T65, 11gr de fermento seco, 50gr de manteiga cortada em pedaços

Colocar pela ordem acima na mfp e escolher o programa que amassa e leveda. Findo o tempo retirar para a bancada e amassar para tirar o ar. Dar o formato pretendido e deixar levedar cerca de 30m no forno ligado a 50ºC. Retirar e pré-aquecer o forno a 180ºC. Pincelar com leite ou ovo batido e levar ao forno até estar dourado.

Fica deliciosamente macio. Irresistível.

Uma semana longa e apenas visitas fugazes aos blogs. Aproveito para desejar um excelente fim-de-semana.

Ve-mo-nos em breve.

Peito de Frango com Mel e Limão

Peito de Frango com Mel e Limão

A comida de forno não fica bonita na foto. A travessa carrega consigo as marcas do calor nas beiras. Ainda assim partilho a sugestão. Porque ficou irrepreensivelmente bom e demorou pouco a fazer. Bem menos que o tempo dos banhos. E tão fácil.

IMG_3295.1

Peitos de Frango no forno com Mel e Limão

Peitos de frango limpos de peles, sal, alhos, louro, mel e raspa de limão

Ligar o forno a 200ºC. Colocar os peitos de frango dentro de um daqueles sacos que vão ao forno – há à venda só os sacos sem os temperos. Temperar de sal, alhos esmagados, azeite, louro, mel e raspa de limão, tudo quanto baste e a gosto. Fechar o saco e agitar para que os sabores se misturem. Colocar o saco numa travessa dando-lhe um nó. Com uma tesoura fazer pequenos cortes no saco para que liberte o vapor durante a cozedura. Marcar 20m mas convém ir vigiando. Quando estiverem cozinhados retirar do saco e colocar directamente na travessa e levar por mais 5 a 10m no forno para dourar.

Acompanha bem com esparguete, batata cozida, uma salada, enfim, o que mais apetecer. Ficam suculentos e muito tenros.

Até breve e boa semana.

Puffs de Salsicha e Queijo

Puffs de salsicha e queijo

Um dia destes resolvi abrir o baú do blog. Andar para trás no tempo e dar mais atenção e experiências bem sucedidas que merecem voltar a ter o devido destaque. Descobri que vou aprimorando as coisas. Descobri que já me sinto confiante para me guiar pela intuição na cozinha, e isso é bom.

Estes puffs são tudo de bom. Uma excelente forma de aproveitamento e para quem aprecia ovos é ouro sobre azul 😉 Textura leve a macia. Comem-se uns atrás dos outros sem se dar conta.

puffs de salsicha e queijo

Ligar o forno a 175ºC. Colocar a farinha e os oregãos com o queijo e as salsichas às rodelas numa taça e envolver bem. Bater os ovos com o leite e adicionar à taça. Deixar repousar 10m. Forrar uma forma de muffins como formas de papel. Distribuir o preparado e levar ao forno os primeiros 10m apenas com calor em baixo e depois mais 8m com calor em cima e em baixo. Convém vigiar.

Deixar arrefecer um pouco e desenformar. Servir com uma salada.

Tenham um bom fim-de-semana.

Até breve.

Delícia de Maçã

Delícia de MaçãEstá na hora de partilhar um bolo que é o preferido das meninas cá da casa pois andam sempre à procura de maçãs para o fazermos. Afinal, já cortam as maçãs sozinhas e isso dá-lhes uma sensação de entrada no mundo dos adultos que lhes agrada muito. Se elas soubessem o que é ser adulto… Mas, se assim fosse, o processo de aprendizagem que decorre no nosso crescimento não seria aquilo que é se soubéssemos de tudo.

Delicia de MaçãA receita é de um blog que gosto muito mas que está parado no tempo desde 2009. Eu peguei na receita de comer à colher, e, desta vez, transformei-a num delicioso bolo de maçã. Tanto a versão original,de comer à colher, como a versão bolo são um óptimo motivo para ver as maçãs que temos em casa 😉

Bolo Delícia de Maçã

3 maçãs cortadas em fatias finas e regadas com sumo de limão; 240ml de leite; 280gr de Branca de Neve ou outra com fermento; pitada de sal; 2 ovos; 120gr de açúcar; 175gr de manteiga amolecida – temperatura ambiente

Bater a manteiga com o açúcar até obter um creme. Juntar os ovos 1 a 1 batendo entre cada adição. Adicionar o leite, a farinha, sal e bater tudo novamente. Numa travessa de forno ou forma a gosto untada colocar uma camada de massa, as maçãs por cima e polvilhá-las com uma mistura de açúcar e canela. Terminar com uma camada de massa e polvilhar novamente com canela e açúcar. Isto vai fazer com que o bolo fique com uma capa crocante que combina muito bem com o interior macio deste bolo.

Espero que gostem tanto quanto nós.

Boa semana e até breve.

Iogurte de Caramelo

Iogurte de caramelo

Gosto deste ritual de fazer iogurtes em casa. Há algo de mágico neste simples processo e que me mantém viciada. Melhorei a forma de os fazer, e, desde então, repito-os vezes sem conta de tão bons que ficam. Agora sim, encontrei o equilíbrio perfeito, no sabor, na delicadeza, na cremosidade, e, desta vez, sabe a caramelo…  Acabam-se depressa demais. Uma boa desculpa para repetir.

iogurte de caramelo 1

Iogurte de Caramelo

1Lt de leite m/g; 50gr de leite em pó; 70gr de açúcar amarelo; 1 iogurte natural; casca de limão e essência de caramelo a gosto

Colocar o leite ao fogo com o açúcar e a casca de limão. Deixar que o leite aqueça o suficiente até o açúcar desfazer, mas sem deixar ferver. Retirar a casca do limão e deixar ficar morno – se conseguir colocar o dedo no leite por 5 segundos e não sentir queimar está no ponto certo.

Numa taça colocar o iogurte com a essência e o leite em pó. Misturar bem de modo a que não fiquem grumos. Adicionar a mistura ao leite e mexer até estar bem diluído. Distribuir pelos copos da iogurteira e deixar cerca de 10h. Findo este tempo colocar no frigorífico pelo menos 3 a 4 horas. Faço à noite e de manhã é só guardar no frigorífico e saborear ao almoço. Fazer pela manhã também é uma óptima solução, pois, desta forma, quando se chega a casa colocam-se no frio e passam por lá a noite, o que lhes dá a textura perfeita, pelo menos para mim.

Um bom dia e uma boa semana.

Até breve.

Rolinhos de Perú com Mozzarella e Chourição

Rolinhos de PerúÉ impressão minha ou só apetece estar em casa e ligar o forno? Tenho cá para mim que vai haver tarde de biscoitos.

Por agora deixo a sugestão para o almoço: Rolinhos de Perú Mozzarella e Chourição

Temperar os bifes a gosto tendo o cuidado de colocar pouco sal pois o chourição já tem sal. Colocar uma frigideira com azeite e alhos esmagados em lume brando. Por cima de cada bife colocar uma fatia de queijo e depois uma de chourição. Enrolar e fechar com a ajuda de 1 palito. Quando os alhos estalarem colocar os rolinhos e ir rodando de modo a  cozinhem por igual.

Um bom domingo.

 

 

Empadão de Bacalhau

???????????????????????????????

As minhas filhas não gostam de puré. Eu, como apreciadora saudosa, vou repetindo na esperança que o dia chegue, e ele chegou. Mas como nem sempre tudo é como nos gostaríamos que fosse uma delas não gosta com bacalhau. Ainda assim, há que ver sempre o lado positivo e se desta vez foi com bacalhau para a próxima poderá ser com frango ou carne picada e o puré já pode ser feito mais do que 3 ou 4 vezes por ano.

???????????????????????????????

Em dias de Inverno, como estes que nos têm feito companhia, ligar o forno sabe sempre bem. Ainda mais quando o jantar se prepara com a mesma velocidade com que me deixei dormir no sofá com uma delas. Curiosamente, quando acordei às 22.50 questionei a que estava acordada do porquê de ela não estar a dormir connosco no sofá ao que ela me responde que estava à minha espera…

Empadão de Bacalhau

Cozer o bacalhau desfiado por cerca de 10m. Cortar as batatas em rodelas finas e cozê-las num pouco de água e leite – o suficiente até as tapar- com uma folha de louro e pitada de sal. Retirar as batatas depois de cozidas da panela e coar a água. Colocar um pouco da água coada de volta no tacho e adicionar um pouco de Vaqueiro líquida. Juntar as batatas em puré e o bacalhau, e, envolver tudo. Terminar com ovo batido e polvilhar com pão picado com alhos e coentros. Vai ao forno bem quente cerca de 5m.

Até breve.

Pão Bolo Integral… diz ela

Pão Bolo

Sem pão em casa para os lanches do dia seguinte inspirei-me numa receita de pão rápido que já havia feito. No entanto, por achar que sabia a receita de cor, acabei por alterar a receita transformando este pão bolo, como a minha filha lhe chama, num convidado assíduo lá em casa. A côdea fica crocante e o miolo firme. Não precisa de levedar e o pão manteve-se perfeito no dia seguinte, não durou mais tempo. Usei uma boa quantidade de farinha integral o que fez toda a diferença no sabor.

Pão Bolo

Pão Rápido Integral

100ml de leite; 125gr de iogurte natural; 200gr de farinha T65; 150gr de farinha integral; 20gr de Vaqueiro líquida; 3gr de sal fino; 1 colher com capacidade para 10ml de fermento para bolos Royal 

Ligar o forno a 180ºC. Colocar o iogurte, o leite e a Vaqueiro  e mexer bem. Numa taça colocar as farinhas peneiradas, o sal e o fermento. Abrir uma cova na farinha e colocar a mistura líquida. Envolver bem com ajuda de um garfo até a massa começar a ligar. Terminar tentando moldar sem amassar em demasia até formar uma bola. Poderá parecer que falta líquido mas no meu caso não foi necessário. No entanto devemos ter em atenção que as farinhas variam de marca na forma como absorvem os líquidos.

Forrar uma taça de vidro de forno com papel de alumínio, colocando a face opaca para cima. Colocar a massa e deixar cozer cerca de 30m. Findo esse tempo bater no topo do pão, se obtiver um som oco é o momento de retirar da taça e colocar novamente no forno mas com a base para cima de modo a que ganhe cor. Depois de pronto deixar arrefecer numa rede e fatiar apenas quando estiver morno/frio, esta é a parte difícil de fazer pão em casa. Se sobrar pão enrolar num pano de cozinha de algodão e mantém-se firme e crocante para o dia seguinte.

Espero que gostem tanto quanto nós e continuação de uma boa semana.

Cotovelinhos Salteados com Ervilhas, Chouriço e Parmesão

Cotovelinhos Salteados com Ervilhas e Parmesão

Não planeio as refeições. E gosto disso. Gosto destes momentos de improviso. Gosto de me surpreender ao abrir gavetas e descobrir algo que me inspira.

Esta refeição surgiu da vontade de comer ervilhas com mais qualquer coisa…

Cotovelinhos Salteados com Ervilhas, Chouriço e Parmesão

Cozer as massinhas de cotovelos – estas para mim são de longe as melhores – em água temperada de sal no tempo indicado na embalagem, cerca de 7/8m. Colocar as ervilhas numa taça de vidro que possa ir ao microondas e cozinhas de acordo com as instruções da embalagem – cerca de 6m. Num wok colocar um fio de azeite e alhos esmagados com uma folha de louro e assim que estalarem adicionar o chouriço picado e deixar saltear. Juntar as ervilhas e saltear mais um pouco. Por adicionar os cotovelinhos já escorridos e envolver bem. Polvilhar com coentros frescos picados e com parmesão ralado.

Uma sugestão rápida e bem saborosa. Servi com ovos pochet, ou não fosse eu uma viciada.

Espero que gostem.

Uma boa semana e até breve.