Os Crepes de Sempre

IMG_1224

Desde que coloquei em prática esta receita, publicada no livro Receitas do Mundo da Popota, 2009, que a uso frequentemente por saírem sempre uns crepes deliciosos e de massa fina. Por isso, partilho mais uma vez um clássico cá de casa e que vai muitas vezes nas lancheiras barrado com Nutela. 

Faz 10 mini crepes.

Ingredientes: 50gr de farinha Nacional T55, 125 ml de leite m/g, 1 ovo, 1 colher de sopa rasa de açúcar, essência de baunilha ou caramelo

Misturar a farinha com o açúcar. Adicionar o leite aos poucos, mexendo sempre, de forma a que não fiquem grumos. Por fim juntar o ovo batido.

Colocar pequenas colheradas de massa numa frigideira anti-aderente. Quando as bordas dourarem e as bolhas aparecerem no crepe voltar de imediato e deixar uns segundos até abanar a frigideira e o crepe se soltar.

Não costumo untar a frigideira porque é anti-aderente. No entanto, costumo usar uma folha de papel absorvente que passei na manteiga, e é essa folha que vou usando para passar na frigideira entre cada crepe. Não esquecer que o lume não pode estar muito alto ou o crepe irá queimar.

Maçãs Oxidadas

IMG_1093

As maçãs oxidam rapidamente depois de descascadas e cortadas adquirindo uma tonalidade alaranjada, quase que enferrujadas. Quantas vezes estou em modo de corrida a cortar e descascar para o evitar, pois, por regra, costumo colocar um pouco de sumo de limão numa taça e tenho que estar sempre a mexer cada vez que coloco mais pedaços de maçã. No entanto, há dias, enquanto as preparava para uma receita, ocorreu-me colocar água num recipiente com sumo de 1 limão, e colocar  as maçãs lá dentro, enquanto terminava a minha tarefa de as descascar todas. E funcionou. As maçãs mantiveram-se clarinhas até seguirem o seu destino final. E, já dentro do bolo mantiveram a sua cor original.

Um Doce Início de Semana

Inicio a semana de uma forma doce, e com chocolate. Ganhei um pack de produtos para experimentar e tive a sorte de serem de bolacha e chocolate. Durante os próximos dias chega o meu pack da Milka e eu estou ansiosa 🙂

Isto promete! Um desafio à criatividade 😉

slideshow02

O pack inclui: Choco Twist: Uma madalena com deliciosas pepitas de chocolate de leite Milka (20%). Cake & Choc: Um bolo delicioso em forma de tablete de chocolate, com pepitas e um recheiode chocolate de leite Milka (10%). Choco Wafer: Finas wafers revestidas com chocolate de leite Milka (60%). Choco Minis: Mini bolacha coberta com chocolate de leite Milka (23%) e um recheio lácteo (16%). Choco Biscuit: Uma bolacha crocante com uma tablete de chocolate de leite Milka (46%). Choco Moooo: Uma bolacha crocante, com uma cobertura de chocolate de leite Milka (28%). Apresentado com a forma da famosa vaca Milka.

O slogan “Faz-se nos Alpes e derrete-e na boca” é intemporal.

Também vocês podem participar e serem os próximos a receber um pack de produtos, desta ou de outras marcas. Vão até AQUI e descubram como participar.

E, já agora, que tal espreitar as novidades que a Milka tem na página do facebook? AQUI

525_305018336269196_685784479_n

*imagens retiradas do facebook da Milka e do site trnd.com

Bolos de Arroz

IMG_0913

Uma fornada que foi com a dos mini bolos moussse de chocolate para o lanche. As meninas mais crescidas gostaram muito, pois, segundo elas, sabiam mesmo a bolos de arroz. Mas, de arroz não tinham nada.

IMG_0916

Levam pouca gordura e resmas de sabor a limão. Fáceis de fazer e sabem mesmo a bolos de arroz.

IMG_0917

*Receita de Bolos de Arroz: 2 ovos, 150gr de leite, pitada de sal fino, casca de 1 limão, 90gr de açúcar, 350gr de farinha com fermento Branca de Neve, 75gr de manteiga amolecida, açúcar qb para polvilhar.

Ligar o forno a 180ºC. Numa picadora colocar as cascas de limão e o açúcar e pulsar até estar bem misturado. Bater o açúcar com a manteiga amolecida até estar cremosa. Adicionar os ovos 1 a 1 batendo entre cada adição. Juntar o leite lentamente e mexendo bem até incoroporar. Com a ajuda de uma colher de pau, que pode ser de plástico, envolver a farinha. A massa fica bastante densa mas é mesmo assim. Distribuir a massa por pequenas formas de papel e espalhar por cima açúcar a gosto. Quanto mais colocar mais crocante irá ficar. Cozem cerca de 15m.

Boa semana.

*Receita do blog da Elsa.

Ainda do Carnaval

carnaval1

Este ano descobri um Carnaval diferente. O Carnaval da dedicação. O Carnaval da boa vontade. O Carnaval dos afectos e das emoções. Este ano, a escola pública, mostrou a toda uma população, que, caixas de cartão, rolos de papel higiénico, um génio criativo, e, muitas mãos sujas de tinta trazem mais sorrisos do que o consumismo desenfreado pelo traje mais in do momento.

carnaval2

Aqui não há fotógrafos topo de gama. Aqui, vivem-se os momentos de forma intensa e feliz. Aqui, uma grande senhora, a educadora, trabalha arduamente todos os dias para que o bem mais precioso da infância destas crianças não se perca no tempo, as suas memórias. Aqui, fazem-se crianças felizes. Aqui, as crianças aprendem a andar de bicicleta. Aqui, constroem-se lembranças de um tempo onde as brincadeiras não têm limite. Aqui, faz-se o impossível, que, afinal, é possível, bastando apenas usar a dedicação e o amor pelo trabalho com as crianças. E, elas, não pedem mais do que isso.

*Fotos do desfile de Carnaval. Tema: O mar. Crianças vestidas de casas feitas de caixas de cartão e telhados feitos de rolos de papel higiénico. Barcos feitos de caixas de cartão e também vestidos por crianças.

Pizza-Pão

IMG_0898

Uma amigdalite tem-me feito companhia como há muito não o fazia. Sucumbi à febre e parece que levei uma coça. Os dias estão frios e preguiçosos mas há que arranjar forças para acordar, levantar e assegurar que tudo está bem e em ordem quando as crianças chegam a casa.

E, para dias preguiçosos ou apenas porque sim, ou porque há pedaços disto e daquilo. A pizza de pão, como as miúdas lhe chamam, são uma boa alternativa para uma refeição acompanhada de uma boa sopa de Inverno.

IMG_0904

Ligar o forno a 200ºC. Cortar fatias de pão. Barra com um pouco de ketchup. Colocar rodelas de salsicha e colocar queijo em pedaços. Polvilhar com ervas aromáticas secas e vai ao forno cerca de 10m.

Boa semana.

Barquinhos de Ovo no Forno com Pato

IMG_0664

O meu sonho é ter galinhas. Ter uma galinheiro só meu, com meninas galinhas que me darão ovos todos os dias. Claro que tenho mais sonhos mas este é muito consistente. Sou uma viciada em ovos assumida e facilmente como 1 por dia. Oiço mitos de todos os lados,  uns dizem bem e outros mal, mas, até lá, deixo o meu corpo responder, e, esse, diz-me que se sente bem quando os como sem restrições.

IMG_0669

Por isso procuro sempre novas formas de os comer  porque, para mim, todos os dias são bons para comer ovos, na sua forma mais simples, cozido ou estrelado, até outras mais elaboradas.

A sugestão de hoje foi inspirada no livro Tesouro das Cozinheiras e numa manhã que me abriu o apetite.

Tinha cozido um pato para um almoço ,e, quando cheguei, a casa ainda cheirava a cravinhos, e claro, eu estava cheia de apetite.

As minhas disponibilidades imediatas estavam reduzidas ao pato que tinha para desfiar, pão atrasado, e, claro, ovos.

As ideias foram-se desenrolando e fiz algo que chamei de Barquinhos de Ovos no Forno com Pato.

Barquinhos de Ovos no Forno com Pato

Carcaças/papo-secos/moletes sem miolo

Ovos

Pato cozido desfiado

Ligar o forno a 200ºC. Retirar o miolo do pão. Bater as claras em castelo e reservar. Colocar a gema numa tacinha. Colocar o pato no pão, por cima um pouco de claras em castelo tendo o cuidado de fazer uma pequena cova para a gema assentar. Temperar com pimenta moída na hora e vai ao forno até a gema cozer um pouco e as claras ganharem  cor.

Bom fim-de-semana e obrigado pelas vossas simpáticas visitas. É bom ver-vos desse lado.

Açúcar com Limão e Laranja

IMG_0907

Nunca tenho açúcar aromatizado de reserva, e, em minha opinião, o açúcar aromatizado faz toda a diferença no sabor do que pretendemos fazer.

IMG_0908

Para mim, açúcar aromatizado é significado de algo que faço na hora e fica com todo o sabor da casca acabada de triturar.

Costumo usar a quantidade de açúcar que uma determinada receita pede e depois coloco-a na picadora juntamente com casca de limão ou laranja, ou ambas, e pico. Além de um sabor e aroma delicioso ainda se encontram pequenos pedaços das cascas que, em certos massas, dão um toque diferente.

Espada no Forno

IMG_0893

Gosto muito de peixe espada. Mesmo havendo quem se queixe de não gostar de o grelhar porque a pele se cola à grelha comigo isso raramente acontece, pois costumo pincelar o peixe com um pouco de azeite, e a grelha também e de preferência bem quente, e resulta muito bem. E o preço do kg? 7€. 1kg de peixe, sensivelmente, faz uma refeição para 2 adultos e 2 crianças.

IMG_0894

Mas, com o frio que se tem feito sentir o que não apetece é ir grelhar peixe à noite na varanda. Por isso decidi experimentar no forno, e ainda bem, fica muito bom, macio, e nada seco. Coloquei no forno antes de ir dar banho às pequenas e quando voltamos estava pronto.

IMG_0897

Com uma salada e batatas cozidas tornou-se uma refeição simples e rápida de fazer.

Bom fim-de-semana.

Mini Bolos Mousse de Chocolate

IMG_0918

Pequenos e delicados pedaços que fizeram sorrir muitas crianças. Dei tão pouco de mim e cada vez mais gosto de estar presente na vida de todos eles. Enchem-me de mimos pela manhã, sabem o meu nome e pedem-me abracinhos. Fazem fila para os beijinhos, e, todas as manhãs, quando me vêem há uma genuinidade única e um brilho nos seus olhos que me dá uma sensação de bem-estar muito grande. Sei que vou à minha vida e que todos eles ficam bem entregues, e, sobretudo, são crianças felizes.

IMG_0923

E, sabendo que poucas são as crianças que resistem à tentação do chocolate, optei por fazer uma das receitas mais repetidas cá em casa. Uma espécie de bolo mousse de chocolate, irresistível, num combinação de chocolate, canela, limão e laranja.

Atrevem-se?

Ingredientes: 3 ovos, 130 manteiga amolecida, 130gr açúcar, Casca de Laranja e Limão, Pitada de sal, 150gr chocolate 70% cacau, 250ml leite, 280gr de farinha Branca de Neve, pitada de canela em pó, 200ml de natas

Dica: Costumo bater as claras em castelo de início para depois não ter que lavar as varetas a meio da preparação do bolo.

Colocar o açúcar na picadora com as cascas de limão e laranja e picar bem. Bater a manteiga com o açúcar  até obter um creme. De seguida adicionar as gemas e bater mais um pouco. Com a vara de arames juntar o chocolate, previamente derretido em banho-maria, e ir adicionando o leite aos poucos até estar tudo bem misturado.  Adicionar as natas e misturar bem. Juntar a farinha peneirada com a canela em 2 vezes e mexer com a vara de arames. Envolver as claras previamente batidas em castelo em movimentos de baixo para cima para a massa ganhar ar e ficar leve.  Levar a forno pré-aquecido a 170ºC 15m.

Fiz em pequenas formas mas pode ser feito numa outra forma a gosto.

Bom fim-de-semana.

Chateado? Não, É Arreliado. E depois fui ao Mercado

IMG_0886

Esta manhã fui surpreendida por um pedido de uma desconhecida na rua. Pediu desesperadamente para enviar uma mensagem a alguém pois ela não sabia ler. Uma rapariga de etnia cigana e muito educada, mas, ainda assim desesperada. Acedi ao seu pedido e escrevi a mensagem. Enquanto me transmitia o recado eu ia repetindo e lendo o que lhe escrevia. A dado momento, ao repetir uma palavra e à qual dei o mesmo significado, fui corrigida pela rapariga. Quando lhe disse: -É chateado?, ao qual ela me responde: -Não, tem que ser arreliado, pois na linguagem dos ciganos diz-se arreliado. Assenti com a cabeça e terminei a minha tarefa.

Segui o meu caminho rumo ao mercado, e, estranhamente, senti-me invadida por um sentimento de dádiva, saber ler e escrever, e, ao mesmo tempo, senti-me bem por ter podido ajudar alguém com algo que me parece tão elementar, mas afinal não o é, a ESCRITA.

IMG_0890

As lulas tinham ficado a descongelar desde a noite passada. Nos sacos trazia um pouco das cores que já vão espreitando pelas bancas. Veio caldo verde e legumes em juliana para a sopa cortados na hora, e que bem que sabem estes pequenos rituais.

Coloquei a sopa a fazer e vejo que afinal era juliana a mais para a sopa. Nem pensei duas vezes. Salteei a juliana numa frigideira com um fio de azeite e dentes de alho, temperei de pimenta moída na hora e sal, e deixei apenas uns breves minutos, pois estavam bem finos e queria sentir o crocante dos legumes. Reservei.

Numa outra frigideira salteei as lulas, com azeite e alhos esmagados, tendo o cuidado de ir deitando fora a água acumulada, durante cerca de 4/5m.

Depois foi só rechear com os legumes, e coloquei novamente na frigideira com um fio de azeite para dar mais um pouco de cor. Servi polvilhadas com coentros frescos. 

Boa semana. Volto em breve.