Coisas que não Mudam com Lacinhos e Ovas

IMG_0513

Ainda não me integrei na nova era tecnológica tanto quanto pensava. O blog permite-me fazer coisas que gosto e partilhar sobretudo os meus pensamentos.

Cheguei à conclusão que não sinto falta do computador mas sinto falta deste meio onde consigo chegar além fronteiras e descobrir novas formas de cozinhar e novos paladares.

O que já pensava sobre o facebook mantém-se. Apesar de ter criado uma página para o blog, ou seja, não faço qualquer uso pessoal do mesmo e os artigos do blog são lá publicados de forma automática.

Não sinto necessidade de ter Ipad’s ou outras coisas do género começadas por I ou artigos semelhantes de outras marcas.

Sinto falta das máquinas de rolo e da ansiedade de saber se as fotos ficaram bem.

Sei que tenho de comprar uma agenda de papel para anotar todos os aniversários pois esqueci-me a semana passada de alguém que fez anos.

Não consigo fazer bolos em formas de silicone, só gosto das de alumínio.

Não sei cozinhar na única boca eléctrica do meu fogão.

Não sei mexer em telemóveis sem botões, irrita-me profundamente ver os menus a fugirem-me.

Só há uma televisão em casa e continua a ser daquelas de rabo comprido. Só no dia em que avariar é que adiro às modernas de perdurar na parede.

Depois de ter passado os últimos tempos de papel e caneta cada vez me apetece menos escrever no computador.

Continua a dar-me um enorme prazer correr pela manhã e sentir o frio a bater-me a cara.

Continuo fã de amêndoas e ovos.

Estou mais benevolente, deixei as minhas filhas exprimirem-se nas paredes do quarto. Mas só porque são laváveis, e, pelos vistos, bastou uma vez e fartaram-se. Tenho que confessar que ainda não as lavei porque acho que fica bem.

Ofereceram-me uma balança no Natal e não resisti a pesar no momento em que abri a prenda. Segundo ela devia pesar 55.7kg mas ainda me faltam 900gr para lá chegar.

Continuo a ouvir as músicas de sempre enquanto corro ou caminho.

Fiz as contas e é já para o ano que as minhas filhas vão para a escola primária. Visto assim, foi rápido.

Continuo a gostar de saias e sapatos altos e o lápis dos olhos continua a acompanhar-me na maior parte dos dias.

Quero continuar a parecer que tenho 28 e que me digam que pareço ter 26 anos, apesar de já ter 30 e mais alguns. Dá-me energia para continuar a manter-me saudável, na medida do possível é claro.

Continuo a gostar de bananas só em batidos e gosto mais do Inverno com Sol do que do Verão.

Aborrecem-me as frutas do Inverno, que são sempre as mesmas, bananas, maçãs e laranjas. Sinto falta dos morangos e dos pêssegos.

Continuo a ter uma falta de jeito para actividades de bricolage infantil digna de registo. No entanto, digam-me para levar crianças a correr, fazer jogos de rua e ginasticar, e sou exímia na tarefa, e, para meu espanto, elas adoram e pedem para repetir.

Enfim, continuo a mesma e gosto disso. Por isso, continuo a adorar ovas de bacalhau, que, depois de cozidas foram acompanhadas lacinhos de tomate e ervilhas e salteadas em azeite e alhos. Bem boas.

Boa semana.

5 thoughts on “Coisas que não Mudam com Lacinhos e Ovas

  1. Sou a tua fã número um pá! E já agora adoro ovas, mas faço-as sempre cozidas com batatas e ovo. Realmente que monotonia a minha, comer só ovas assim. Vou aproveitar a tua receita. bjs e bom ano, sem ipads, ipods, facebookes e afins. bjs às meninas artistas. E vivam as mães que deixam os filhos escrever nas paredes. O meu também teve direito.

  2. Olá Liliana,
    adorei a mensagem e a forma como foi escrita.
    Da minha parte confesso que também detesto telemóveis e objectos afins sem botões, só com touch screen, ou seja, com só com um painel onde se toca com os dedos, pois os meus nunca acertam no sítio certo e não têm a sensibilidade necessária para tão delicados menus🙂
    Mas já me habituei ao computador, já não sei viver sem ele e às vezes parece que já não sei escrever ‘à mão’🙂
    Parabéns pelo blog, gosto muito e sou sua seguidora.
    Beijos,
    Marta
    http://ostrabalhosdamarta.blogspot.pt

  3. Por acaso reparei que esqueceste o aniversário de alguém ): (não sei o que pensar🙂 quanto às ovas de bacalhau, gosto mas cá em casa o resto do pessoal não. Logo nunca tenho em casa, mas deste-me uma ideia😉

    Beijinhos com saudades e um bom ano.

  4. Olá Liliana, passei o texto a sorrir, concordo com quase tudo, exceptuando 2 ou 3 coisitas, que as acho bem melhores agora, é que me facilitam a vida de uma maneira…🙂
    Há muito que não como ovas, mas quando as faço é sempre naquele estilo ” ovas com todos” que grande monotonia de prato!!! Gostei da tua sugestão e levo a ideia.
    Beijinhos grandes para ti e para a meninas.
    Feliz 2013 .

  5. Gostei deste teu balanço. Tem-me faltado inspiração para escrever com tanta objetividade.Mudamos mas ao mesmo tempo continuamos iguais a nós próprias. Fidelidades.Que este ano seja bom para ti e para as tuas loirinhas. Que continuemos no nosso rodopio diário, pois é sinal que temos saúde e energia.
    Um abraço.
    Patrícia

Sempre que Apetecer, Sem Compromissos. Até já.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s