Reeducar-ME

Não tenho passado fome, e, sempre que assim o entendo, e, usando a regra do bom senso, como mousse de chocolate ou uma fatia de pizza sem qualquer sentimento de culpa. Podia evocar inúmeros motivos para a minha engorda, mas, o único motivo sou eu. Não vale culpar mais ninguém quando sabemos qual o foco do problema. Há antes que resolvê-lo, se tivermos vontade é claro. Dando 1 passo de cada vez, desde que tomei a decisão de mudar este aspecto da minha vida, o peso, há pouco mais de 2meses, já perdi 8kg, com os meus conhecimentos, a minha força de vontade, e, 2 crianças para cuidar 14h a 16h por dia. Impossível? Não, é POSSÍVEL e por isso partilho um pouco da minha experiência na esperança que a mensagem passe para esse lado e possa ser uma motivação positiva.

Levar as crianças a passear em centros comerciais pode parecer in mas cansam-se depressa de algo que não tem interesse para elas. Ao invés disso, uma bicicleta, quando já têm idade, 3 anos pareceu-me bem, e, muito incentivo formam uma dupla perfeita. As crianças precisam de gastar energias e por norma adoram andar de bicicleta. Escolher um sítio adequado para elas andarem e traçar um plano alimentar, saudável e cuidado, exercícios, e, um objectivo. O processo é mais lento que um ginásio é certo, afinal não se está concentrada apenas na velocidade de uma elíptica ou no número de séries que se fazem nas máquinas de pesos. O maior e melhor incentivo dos nossos objectivos devemos ser nós próprios, só assim as coisas funcionam. É o fazer para mim e por mim que marcam a diferença. Aprender a olhar ao espelho e a valorizar-mo-nos independentemente do peso é a regra nº1.

Ser mãe a tempo inteiro é bom, é mau, é assim assim e há dias que me apetece desaparecer. É muito fácil haver deslizes, e, é muito fácil cair na tentação de nos anularmos como mulher. Para mim, é ponto assente, que, eu anular-me Não. Faço tudo o que puder pelas minhas filhas, mas, só pensando um pouco em mim consigo dar o meu melhor e estar a 100% para elas. Se pode soar a egoísmo? Pois pode. Mas desde sempre quis que elas percebessem que se um dia cedo eu outro dia cedem elas. Por isso, e, apesar de gostarem de andar de bicicleta é óbvio que preferem ir a banhos com este calor, mesmo que ele nem sempre apareça. Entramos em negociações. Banhos pela manhã e bicicleta ao final do dia, leia-se eu fazer o meu exercício, que, me alivia sobretudo a mente. E, quando a negociação falha entra em acção o chamado reforço positivo, “se forem com a mãe tomam banho sozinhas”. Um obejctivo que alcançamos no mês passado e do qual elas já não abdicam, a sua independência para tomarem banho sozinhas, à vez, e sob a minha supervisão. Chamem-lhe o que quiserem mas estou convicta que, a elas, como futuras mulheres, é um bom exemplo que lhes dou.

1 passo de cada vez, e, pela manhã, aveia com fruta fresca é o melhor passo para começar bem o dia. E não, não passo fome. O segredo, que não é segredo, é mesmo comer várias vezes ao dia. Generosas porções de verduras e sempre um pouco de proteína animal, dando prefrência ao peixe. Comer menos daquilo que antes se comia mais e entre refeições fruta ou amêndoas. Água e chá verde são essenciais, para manter o corpo hidratado. Sempre que possível caminhar, correr atrás das nuvens, do ventos, dos filhos, mas sobretudo correr atrás dos nossos obejctivos, não desistir é a palavra de ordem.

No fundo todas/os sabemos bem como fazer as coisas da forma correcta, mas pelas mais variadas razões nem sempre as fazemos. Cabe a cada um de nós saber quais os seus limites e objectivos.

Eu, quis e quero fazer as coisas bem porque:

  1. Quero olhar ao espelho e gostar do que vejo, e, este é mesmo o motivo número 1. Se eu não gostar de mim…
  2. Quero ser um bom exemplo para as minhas filhas. Quero que cheguem à adolescência e não fujam de mim na rua, ou, porque sou um atentado à moda ou porque estou fora de forma. Quem nunca sentiu vergonha dos pais em algum momento da sua adolescência que levante o dedo, eu, só quero minimizar o risco.
  3. Quero viver mais e melhor por elas e para elas, e, um dia mais tarde, para os meus netos. (parece a conversa de quem já tem 50 anos  🙂 )

Se alguém quiser saber mais algumas informações ou apenas trocar impressões sobre o tema podem enviar-me um e-mail para o saborezcomhistoria@gmail.com que responderei com todo o gosto. Este post dava pano para mangas, por isso, irei abordando o tema ao longo do tempo.

Obrigado a todos/as que por aqui passam e até já.

Anúncios

12 thoughts on “Reeducar-ME

  1. Força Lily 🙂 Estás com o raciocínio certo, os teus pensamentos estão tão organizados que é só manter-te fiel a eles e o resto virá, tendo resultados que vão funcionar como motivação, e por aí adiante. Acho que tens muita razão, temos de estar bem connosco próprias, porque isso passa para a nossa filhas. Não é egoísmo, pelo contrário 🙂

  2. Egoísmo??? Não, não, não…
    É realmente estares bem e sentires-te bem para conseguires dar o máximo de ti. E quem é feliz se não vê quem ama também feliz? Isto é, as tuas filhas não podem ser 100% felizes se não tiverem a felicidade estampada na cara da mãe.
    Muita força minha querida 🙂

  3. De vez em quando coloco a “educação” de parte, finjo mesmo não ter nenhuma ( e sabe-me tão bem), mas depois volto ao normal, as calças assim me “obrigam”. Houve uma altura da minha vida que me deixei andar sem grande vontade, o comodismo foi o meu pior inimigo e precisei de um susto para me chamar a atenção. Com muito esforço consegui perder os 15kg que tinha em excesso, admito que me custou imenso e demorou o seu tempo. Hoje em dia não me permito a ultrapassar mais de 3kg de excesso, este é o meu limite. Sinto-me bem com a alimentação que faço e a restante familia também e como é normal também temos dias de excessos; então agora com o verão…….
    ” É o fazer para mim e por mim que marcam a diferença.” E mais não digo 🙂
    Beijinhos. Sónia

    • Bom dia Sónia. Que bom ver-te. Já me tinha perguntado onde andarias 🙂
      Fico sempre muito contente quando leio as tuas palavras pois sinto-as como se as estivesse a ouvir ao vivo.
      O verão a mim tem o efeito que gosto, a minha fome encaixa bem com as comidas leves e muita fruta. Claro que o marisco, cozido ou em jeito de petisco com direito a pão e molho, é o meu deslize. Mas tem sido mais fácil do que pensava. Afinal o problema era eu.
      Beijinhos e obrigado pelas tuas palavras e pelo teu tempo. E, quando quiseres dizer mais tens o meu e-mail no blog.
      Boa semana

      • Olá Lili!
        Tenho andado um pouco mais atarefada, mas sempre que posso passo por aqui.
        O mail fica prometido, mas ainda não sei bem quando é que vou conseguir cumprir a promessa.
        Beijinhos e boa semana.
        Sónia

      • Olá Sónia.
        É sempre um prazer ver-te por estes lados. Por aqui andamos quase em stand by e o blog também. O tempo e as miúdas pedem banhos, o pai pede praia e eu peço descanso e que não me tragam areia para casa. Esta parte está difícil. Irra. O que eu gostava de ter uma piscina e terreno para as deixar correr. Esta altura do ano é caótica por estes lados e estou desejando que o verão passe e que esta malta toda dê de frosques. É dose viver no sul e não poder aproveitar aquilo que todos os outros procuram.
        Beijinhos grandes e fico à espera, quando puderes é claro 🙂

  4. Gostei de a ler, Lily, de ver força positiva e a energia que colocou nas palavras que transmitem decisão, acção e que pontapeiam a inércia e a passividade para longe da vista e do corpo.

    Desejo que continue a alcançar os objectivos a que se propôs e que continue também a partilhar connosco essa sua decisiva jornada.

    Beijinhos

Sempre que Apetecer, Sem Compromissos. Até já.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s