A Que Sabem os Ingredientes

Será que ainda nos lembramos a que sabem os legumes, a fruta, o leite, os cereais, sem açúcar, sem sal? Alguns não me lembro e outros não o sei. Mas, quero saber. Comecei o ano passado a saborear os iogurtes naturais, hoje não passo sem eles, e, acho-os deliciosos simples ou com fruta. O leite é mais difícil, mas, com cereais ou em batidos, é fácil. Fruta sem açúcar também é muito fácil. Lembro-me ainda bem pequena de comer maçãs Granny Smith e devorá-las muito rapidamente. Maçãs, quanto mais ácidas e rijas melhor. Apesar de usar pouco sal, e abusar da pimenta, ainda não domino a técnica de o abolir da alimentação. No entanto, hoje experimentei. Brócolos sem sal. Podia ter sido pior. Pimeiro, provei-os simples, depois misturados com queijo e bulgur. Estou a mudar, definitivamente, e, para melhor, espero eu. Têm sido muitas as mudanças, as experiências, que, ao longo do tempo irei partilhando. Todas elas positivas.

Troquei o arroz pelo bulgur, são diferentes. Estou a gostar mais do bulgur, do seu sabor. A refeição de hoje não teve carne nem peixe, as proteínas vieram do queijo fresco magro. Uma combinação simples, sabores suaves. O blugur cozido com folhas de louro, muitos alhos e pitada de sal ficou cheio de sabor. Saciou-me. Gostei, e muito.

Anúncios

5 thoughts on “A Que Sabem os Ingredientes

  1. Lily,
    também gosto de sentir o sabor dos alimentos. Tento usar o mínimo de sal possível. A maioria das receitas de bolos que vejo levam uma colher de chá de sal e até aí eu não uso. Prefiro aromatizar a comida com ervas e alho. Esse bulgur está apetitoso! Também gosto muito.
    Um beijinho.

  2. Uso muito pouco sal na comida, e açucar nos doces, café, chá e leite e sem açucar nenhum, assim é que me sabe bem.
    Essa taça tão bem recheada também me sabia muito bem ao meu jantar, mas e escolha foi outra.
    Um beijinho

  3. Esta refeição elege a saúde em primeiro lugar. E assim é que devia ser sempre, ou pelo menos até nos sentirmos saudáveis e com o peso pretendido. Eu ando um pouco despreocupada neste sentido porque peso o mesmo de há 13 anos atrás quando me casei. Houve oscilações com as gravidezes, mas gosto tanto de uma iguaria de vez em quando que não fica fácil atingir o peso ideal e retirar algumas coisinhas mais inestéticas. No entanto, estou a adorar as tuas sugestões.
    Também gosto muito de bulgur. (aliás, acho que o meu problema é gostar de quase tudo)
    Um beijinho.

  4. Adoro bulgur,assim como adoro quinoa,pena que seja exageradamente cara!!!!
    Este prato para mim ia-me saber “pela vida” tem tudo que eu gosto!
    Quanto ao sal e ao açúcar concordo plenamente aqui em casa também faço assim. Aboli completamente ao sal refinado em substituição uso flor de sal, para temperar peixe, bifes e saladas.
    E uso meia dúzia de pedrinhas de sal marinho (e só marinho) para as restantes refeições.
    Beijinhos grandes.

  5. Percebo a tua preocupação, eu também tento dosear para o mínimo o sal utilizado na comida, preferindo as ervas e o uso de bons ingredientes, que fazem milagres no cozinhado final. Boas batatas, cebola nova, brócolos bem verdes, tomates pequenos mas maduros, ervas aromáticas frescas… não é preciso muito 🙂 Só do bom.

Sempre que Apetecer, Sem Compromissos. Até já.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s