Curar um Desgosto

Sou uma eterna insatisfeita, será defeito? Já passei dos 30 e alguns, já fui chamada de “velha” (nada como sentir na pele o entrave de ter mais de 30 e já não servir para trabalhar) e como se não bastasse estou farta daquilo que muitos procuram nas férias, sol e praia. Talvez quem o aprecie é porque sabe que no regresso tem mais do que isso à sua espera, e, não falo só de trabalho, falo de uma cidade com infra-estruturas tão básicas como um parque infantil ou um espaço verde. E, na falta de coisas tão básicas volto-me para a única coisa que resta neste pedaço à beira mar plantado, a praia. Depois de mais um desgosto, e, frustrada, rendo-me. Volto para casa a segurar as lágrimas do desespero, troco de roupa, calço as sapatilhas e vou correr. Antes isso que ficar em casa a curar o desgosto com chocolate isto lembra-me que não tenho e agora apetecia mesmo. Depois, veio a fome. Talvez nem devesse comer, é que estamos em contenção e ficava mais depressa em forma. Ainda assim, vou comer, escolho cavala enlatada em azeite. Esparguete. Azeitonas. Couve coração salteada, temperada com açafrão, oregãos, sal, alhos e pimenta. Misturo tudo. Como, dou graças por haver cavalas enlatadas em azeite, e, esqueço por momentos o meu desgosto.

P.S. uma lata de cavala em azeite custa cerca de 1,10€ e deu para o meu almoço e o meu jantar. Bem bom. A isto chamo refeição a custos controlados e não fazia mal passar a ser servida aos senhores deputados que trabalham na AR que ficaram chateados com o fecho da cantina ao jantar. Meus senhores é de coração que vos deixo esta simples receita que podem fazer em vossa casa. Garanto-vos que os vossos 60€ de subsídio diário de refeição dão para comprar os ingredientes necessários e ainda vos sobra troco para uma bela e farta sobremesa, e, um bom vinho, daqueles com 10 medalhas de ouro. Caso precisem de saber o passo a passo basta enviarem-me um e-mail, e, assim ajudo-vos eu a curar o vosso desgosto.

Por hoje, chega de desgostos. Haja saúde. Um bom dia, mesmo cinzento que a chuva também faz falta.

Anúncios

11 thoughts on “Curar um Desgosto

  1. Como eu te compreendo… Bem, quem me dera curar os meus desgostos assim, pera aí que vou ali e já venho comprar aí umas 20 latas de cavala. Uma por cada desgosto que tive este ano… Pensando melhor, vou trazer mais. Cheira-me que até ao final do ano ainda tenho muito desgosto para arrecadar. Anima-te, ás vezes fecha-se uma porta e abre-se uma janela. E quando tudo parece perdido, há sempre uma soluçao. beijocas do coraçao carregadas de boa energia para ti para este teu momento menos bom. carla

  2. Melhores dias viram, acredita! Gostei muito desse teu P.S. já me ri sozinha deste lado 🙂
    Nunca experimentei cavala enlatada, no entanto o resultado final desse teu almoço e jantar ficou com um ótimo aspecto.

    Beijinho

  3. Venho no fim do dia, mas com a esperança sincera que estejas mais animada…não sei do que se trata… sei que nesta vida podemos nos dar por felizes se tivermos saúde…espero que não seja o caso… Olha fraldinha, tenho a tua idade e a vida também já me deu uns grandes abanões, aprendi com todos eles, uns mais, outros menos…mas uma coisa eu sei, da minha humilde experiência…quando temos um problema o melhor que temos de fazer é nunca nos perdermos de nós próprios, não desisitir nem desesperar, porque a vida num só dia dá voltas e quando estamos mal, muda para melhor, nunca está igual. A realidade é que nada é como por vezes sonhámos e quando não está nas nossas mãos é preciso esperar…
    Não sei se com estas palavras toquei no essencial, mas tens aqui a minha força e disponibilidade para o que precisares….deixa mail no meu blog se precisares.
    Um beijinho e força :)))

  4. Desculpa, nem comentei a sugestão..fcou com um aspecto bem delicioso, nunca provei cavala mas gostei do que juntaste a este prato economicamente agradável e saudável… às nossas carteiras, não às da maioria dos políticos lol

  5. As refeições económicas são por vezes aquelas que nos sabem melhor…feitas com pouco, mas confeccionadas com coração. E a estas sim deveriam ser oferecidas condecorações, pois requerem ginástica financeira e mental…coisa que certos senhores por estes país fora nem fazem ideia do que seja.
    Pensamento positivo!
    Beijinhos!!!

  6. Gostei muito do teu prato, está muito apetitoso, sabes que fiz para o jantar um parecido? Na falta da cavala que gosto bastante, grelhei filetes de salmão, o teu esparguete foi substituido por fusilli, mantive a couve, as azeitonas, os coentros, no final reguei com um pouco de natas de soja, hummmm…uma delicia!
    Vivemos num País que todos os dias nos rouba a esperança ,( os nossos bolsos) e os sonhos de dias melhores, é triste, faço um esforço para acreditar num futuro melhor para todos nós, penso nos futuro dos meus filhos e fico com o coração apertado, o que irá ser deste País???????
    Deixo-te ânimo e esperança, amanhã será um dia melhor.
    Beijocas grandes.

  7. Ultimamente tenho um lema de vida: Um dia de cada vez!! E é com este lema que aguardo melhores dias que vão demorar a chegar, mas chegarão um dia. Se não sonhassemos com esse dia o que sería de nós?

    Quanto às cavalas nunca comi mas agradeço a sugestão e no sábado já vou à procura no supermercado.

    Agora, sugerires esta refeição tão saborosa aos nossos governantes!?!? aí já não estamos de acordo. Eu punha-os a pão e água, porque não merecem muito mais.

    Beijinhos e anima-te!!!

Sempre que Apetecer, Sem Compromissos. Até já.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s