O Verão dos Marmelos

Há 30 anos atrás começavam as aulas num Setembro cinzento, com frio e já de casaco vestido. Lembro-me perfeitamente dos pacotes de leite castanhos com histórias no verso, e, lembro-me do cheiro e do sabor. No chão da sala junto à mesa da professora estavam grandes embalagens com vários pacotes de leite e estava também o aquecedor  de varetas que já lhe ia aquecendo os pés. O chão era de madeira, feito com tábuas já brancas, e, gastas pela passagem do tempo. As mesas eram feitas de madeira prensada e tinham as pernas verdes. As cadeiras eram do mesmo material e repuxavam as meias, volta meia volta precisava de collants novos. Havia um buraco para guardarmos o guarda-chuva, por lá dizíamos sombreiro, e talhado na mesa havia um pequeno declive onde arrumava religiosamente as minhas canetas e lápis, todas bem organizadas, sim era organizada. A sala tinha um pé direito bastante alto e já fazia frio. Chegava da escola e comia um trigo de 4 cantos, um pão que havia na altura, massudo e que me dava um enorme prazer comer com marmelada e queijo. Naquele tempo Setembro era sinónimo de frio e de escola. No entanto sempre ouvi a minha avó dizer “ainda vem o Verão dos Marmelos”. Hoje ainda é Setembro, não fui à escola e não fez frio. O Verão dos Marmelos chegou sem passar pela brisa do Outono. É vê-los nas bancadas nos mercados e nos supermercados. Olhei-os e cheirei-os. Ainda não cheiram a marmelos mas a saudade foi mais forte, esta veia saudosista de portuguesa é terrível, e, trouxe-os para casa para matar o desejo. Falta o frio e falta-lhes algo mais, talvez o carinho da avó barrado com uma bela fatia de queijo.

Anúncios

8 thoughts on “O Verão dos Marmelos

  1. As estações já não são o que eram. Também me lembro que em setembro estreava um fato de treino novo todos os anos na primária e sabia muito bem sentir aquele tecido fofinho e quentinho. “Mudam-se os tempos mudam-se as vontades” estou a citar essas palavras não sei de quem! 🙂 Mas que é verdade é.
    Gostei imenso da cor da tua marmelada. Também já comprei marmelos, mas é para outra fim.

    beijinhos

    P.S- Estou a escrever o testamento aos poucos,lol.

  2. Como eu gosto destes posts saudosistas, com memórias que cheiram um bocadinho a mofo 🙂 Fizeste-me recordar o meu mês de setembro que, tal como o da Susana, era sinónimo de fato de treino novo 🙂 A tua marmelada está linda, com uma textura perfeita. Beijos

    P.S: Adoraria ter-te tido presente no nosso encontro de sábado. Têm que fazer uma scut a ligar os Açores ao continente 🙂

  3. O teu texto também me fez recordar, e sabe sempre bem recordar estas histórias. Este ano já fiz a minha marmelada com a ajuda sábia da minha avó e com os marmelos que apanhamos todos os anos no meu quintal! Adoro também comê-la com uma boa fatia de queijo.
    Um beijinho.

Sempre que Apetecer, Sem Compromissos. Até já.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s