O Rei e a Tradição

Hoje é dia de história. Hoje vivo num palácio com Reis, Rainhas e Princesas. Hoje o pedido era bacalhau. Atravessei grandes corredores, desci escadas e fui até ao jardim. Depois de muito pensar cheguei à conclusão que podia os podia satisfazer com uma taça bem simples mas cheia de sabor. Sabor com história, com tradição, onde o Rei é o Bacalhau e ordenou que se banhasse numa Canjinha. Desejo cumprido e a dose repetida, que, foi bebida com fervor até à última gota. O segredo? Nenhum. Apenas o carinho e a boa vontade desta aia.

Num tacho colocar água fervente e temperar de sal. Juntar 1 cebola cortada em pedaços grandes e 3 dentes de alho inteiros. Regar com um fio de azeite e deixar levantar fervura. Adicionar o bacalhau cortado em pequenos pedaços e juntar uma pitada de açafrão das índias. Deixar ferver cerca de 5m e adicionar as massas. Se necessário juntar mais água previamente aquecida e rectificar temperos. Antes de levar à mesa retirar os pedaços de cebolas e os alhos. Servir em pequenos ramequis e caso os convivas assim o desejem adicionar umas folhas de coentros para perfumar.

Advertisements

8 thoughts on “O Rei e a Tradição

Sempre que Apetecer, Sem Compromissos. Até já.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s