Cheesecake Inocente

O caso avizinhava-se complicado. Há dias que se arrastava a derradeira decisão. No fundo era conhecida por todos mas principalmente pela Ré. Chegou o dia do veredicto e o Juíz ordenou que se apresentassem as provas. A falta de experiência da Ré e da sua advogada fez com que envolvessem terceiros nesta história. Foram apresentadas as provas pintadas de branco e apoiadas num rosa muito inocente. Chegaram as Testemunhas: Natas Frescas (200ml), Queijo Magro Batido 500gr (0% gordura), Gelatina (6 folhas), Ovos (2), Farinha com Fermento (50gr), Açúcar (25gr+120gr), Pudim Boca Doce de Morango (1 saqueta) e vieram também algumas Bolachas para segurar as testemunhas mais nervosas. Posto isto a Acusação declararou que os Ovos foram vistos numa taça com 25gr de açúcar, desapareceram e quando apareceram estavam bem fofos e volumosos. A eles se juntou a Farinha com Fermento e todos foram até a uma forma com 25cm de diâmetro. Foi colocada no forno a 175º cerca de 10m. Passado esse tempo apareceu um Disco bastante fofo que foi colocado a arrefecer numa rede. Foi visto um Pudim Boca Doce a ser preparado de acordo com as instruções e deixou-se arrefecer até começar a solidificar. Foi então avistado o Disco que foi colocado novamente na forma de mola e sobre este colocado o pudim que se deixou arrefecer completamente até  solidificar. Bateram-se as Natas Frescas até estarem bem espessas. Numa outra taça foi visto o Queijo Batido a ser batido com 120gr de Açúcar e mexido com a vara de arames. As 6 Folhas de Gelatina foram colocadas de molho em água 5m e depois transferidas para um tachinho com 4 colheres de sopa de Leite Quente e foram mexidas até estarem desfeitas. Envolveu-se as Natas no Queijo e adicionou-se com cuidado a Gelatina. Colocou-se o preparado sob o Pudim e com a ajuda de 1 Palito e cerca de 1 colher de sopa de Essência de Baunilha foram feitos alguns efeitos no topo. Foram todos até ao frigorífico e por lá passaram a noite. Conta quem os viu que se portaram muito bem e não provocaram quaisquer estragos. No dia seguinte a Ré pegou nas suas Testemunhas e com cuidado soltou-as colocando à sua volta, em jeito de abraço, umas Bolachas partidas ao meio, não fosse o Pudim ficar nervoso e fugir. Felizmente correu tudo bem, ninguém fugiu e os Jurados que pediam a condenação da Ré pelo excesso de calorias na Operação Bikini, acabaram por se converter e dar o seu veredicto, que, foi unânime ” O Cheesecake é Inocente”.

Advertisements

10 thoughts on “Cheesecake Inocente

  1. De inocente nada tem,pois com essa “carinha” não engana ninguem….tem ar todo pomposo e completo pecado da gula!!!!!
    Vou ficar com a receita para o experimentar!
    Beijinhos grandes.

  2. Amiga, estou deliciada com essa sentença!lol
    Acho até que o juiz foi justo, nem que tenha sido só por aquele dia,lol.
    Muito mimoso e apetecivel o teu cheesecake. Pena não ter sido tua convidada!

    Beijinhos

Sempre que Apetecer, Sem Compromissos. Até já.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s