Comida de Miúdos… e Graúdos

Desde que me lembro de mim com vontade própria e com capacidade de verbalizar que a palavra salsicha tem algo de mágico. As crianças ainda não falam e já apontam para as ditas cujas. Por vezes pergunto-me que fenómeno é este que arrasta multidões, em ovos mexidos, em cachorros, grelhadas, frescas, em lata. Por mim falo, ter uma lata de salsichas em casa salva sempre a barriga da preguiça. Hoje não foi dia de preguiça, foi dia em que o pedido foi massinha mas um armário se abriu e a primeira lata que se viu foi a do feijão preto. Ok ok eu faço o feijão preto com massa. Novamente atrás de mim se abre o armário e oiço salsichas. Vamos lá então fazer uma coisa pouco interessante visualmente mas que aconchega a barriga à mesma velocidade que é feita. Num tacho pequeno colocar meia lata de feijão preto com 2 folhas de louro. Deixar levantar fervura e juntar salsichas de frango às rodelas. Juntar água fervida e assim que levantar fervura adicionar as massinhas com formas de bonecos e que supostamente têm legumes na sua composição.

Nem sempre acredito em tudo o que vejo mas temos que ir cedendo de vez em quando porque é bom que ambas as partes percebam que ceder nem sempre é sinónimo de falta de personalidade. É antes uma capacidade que se possui para levarmos o barco a bom porto.

Quanto às salsichas, muito oiço dizer, a uns mal a outros bem. O certo é que o universo todo conspira para que a sua produção não pare e vá atravessando gerações.

Anúncios

Sempre que Apetecer, Sem Compromissos. Até já.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s