Omelete com Salsichas e Picadinho de Pão Torrado

Quando eu era pequena e a minha mãe nos fazia omeletes ela raspava sempre a taça onde batia os ovos com um pedaço de pão para aproveitar todo o ovo, e, eu ficava a desejar que me viesse parar ao meu prato.
Hoje choviam pedidos de pão com a fome enquanto eu apenas me preparava para fazer uma simples omelete com salsichas, mas, depois pensei em torrar o pão e juntar tudo. Uma versão mais moderna da minha mãe… mas a essência está lá, o pão.
O crocante do pão sabe mesmo bem.
Anúncios

Muffins de Canela com Pedaços de Chocolate

Estes muffins não são novos por aqui, já apareceram  em Janeiro. A receita original leva pepitas de chocolate, mas, como não tinha cortei 100gr de chocolate com 70%. O resultado superou o anterior. O chocolate derrete na boca ao contrário das pepitas. A massa destes muffins é mesmo muito fofa e é impossível comer um só… eu que o diga.
Aprovadíssimos.
Ingredientes:
Utilizei como medida um cup medidor de 240ml
1,5 cup de farinha com fermento
1/3 cup de açúcar branco
1/4 de açúcar mascavado
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de canela em pó
100gr de manteiga derretida
1/2 cup de leite
1 colher de chá de essência de baunilha
100gr de chocolate 70% cacau
2 ovos
Preparação: Pré-aquecer o forno a 180ºC. Numa taça misturar todos os ingredientes secos. Numa outra taça bater os ovos e o leite com uma vara de arames. Juntar a manteiga derretida e a essência. Abrir um buraco na taça dos ingredientes secos e despejar de uma só vez todo o líquido. Com um garfo ou colher envolver as duas misturas mas apenas o suficiente para farinha ficar molhada, ficando com consistência arenosa. Não bater a massa ou os muffins ficarão duros. Os grumos que ficam desaparecem durante a cozedura. Forrar uma forma de muffins com forminhas próprias e deitar colheradas da massa. Levar ao forno previamente a aquecido a 180ºC durante 20m.
Deixar, ou tentar, arrefecer uns 5m antes de comer. Assim, o topo fica levemente crocante.

Pirâmide de Legumes Salteados com Arroz Integral e Ovos Mexidos

Comida simples com nome chique fica com ar gourmet. E, confesso que melhor soube. Aqui fica mais uma sugestão rápida, fácil, económica e sobretudo deliciosa.
Como se nota tem o meu ingrediente favorito, couve, depois foi só acrescentar umas cenouras que cortei em lâminas com o descascador – vi a ideia das cenouras no blog da Susana -, salteei num pouco de azeite e alhos e temperei de pimenta e especiarias indianas. O arroz coze em 7m. Depois é só colocar em forminhas, e desenformar no prato.
Os ovos não tem ciência, reservei alguns legumes, bati os ovos com coentros picados, um pouco de leite e foi só misturar tendo o cuidado de não deixar secar.
E, com umas azeitonas que sabem sempre bem, pois claro.

Artisan Bread de Milho, Centeio e Farinha Integral

Sai mais um pãozinho. Ficou muito bom. Estou rendida à simplicidade de fazer este pão e ao sabor. Mais uma mistura que resultou num pãozinho escuro e de sabor melhor que o último que fiz. Quando eu pensava que já não podia melhorar surpreendi-me. Atrevam-se, não custa nada.
Ingredientes:

500gr de farinha T65
200gr de farinha de Centeio
100gr de farinha Integral
100gr de farinha de Milho
50gr de farelo de Trigo
50gr de sementes de girassol
11gr de fermento seco
7gr de sal fino

Preparação: Num recipiente bem grande e com tampa, o meu tem a capacidade para 4L, misturar os secos, abrir um buraco ao centro e deitar a água morna. Com a ajuda da colher-de-pau ir mexendo a farinha até estar tudo misturado. A farinha fica cheia de grumos, é mesmo assim. Digamos que é tipo a massa dos muffins, os grumos desaparecem. Polvilhar a superfície com farinha. É tão simples quanto isto. Depois deixar repousar à temperatura ambiente 2h. Durante o repouso colocar a tampa mas não fechar, deixar um pouco aberta. Findo este tempo a massa está pronta a ser usada ou então guardada no frigorífico onde se aguenta até 2 semanas.
Cada vez que se quiser usar enfarinhar bem as mãos e forrar o tabuleiro do forno com papel  vegetal. Com a ajuda da tesoura cortar bolas de massa e moldar sem as mexer muito para não perderem o ar. Repousam 40m no tabuleiro polvilhadas com farinha de milho. Ligar o forno a 220ºC e colocar lá dentro um tabuleiro de alumínio ou outra forma a gosto onde irá cozer o pão. Findo o tempo de repouso colocar os pães no tabuleiro de alumínio e colocar um ramequi com água no forno. Deixar cozer por cerca de 25-30m. O pão fica com uma crosta bem estaladiça e o miolo fica mesmo muito bom.

Moqueca de Coelho

Para ver melhor clicar em cima da imagem.
Moqueca de Coelho. Uma mistura de sabores atrevida mas com um resultado sem dúvida muito requintado e apreciado. Surpreendi-me a mim própria com o resultado deste prato. Atrevam-se…
  • 2 cebolas em rodelas bem finas
  • azeite
  • 6 dentes de alho esmagados
  • 1 lata de tomate pelado
  • 200ml de leite de côco
  • 1 colher de chá de caril em pó
  • sal qb
  • 200ml de cerveja
  • coentros frescos picados
  • 1 coelho partido em pedaços
Na panela de pressão colocar o azeite, as cebolas, os alhos e deixar refogar em lume brando mexendo sempre até a cebola estar mole.Adicionar o tomate pelado que cortou em pedaços, envolver na cebola e deixar refogar um pouco.Juntar o coelho, o caril, temperar de sal, colocar a cerveja, metade da polpa do tomate pelado e cerca de 250ml de água. Fechar a panela e deixar cozinhar por 20m. Findo o tempo verificar se o coelho está bem macio ou se precisa de mais um pouco de tempo. Caso esteja macio, reduzir o fogo para o mínimo e adicionar o leite de côco. Deixar levantar fervura e está pronto. Polvilhar com coentros frescos antes de servir.

Scones

Todas as receitas de scones que vejo são de uns bolinhos redondinhos todos bonitos. Andava curiosa para experimentar pois nunca me lembro de ter comido. Os meus não se parecem nada com o que vi por aí. Ficaram um pouco achatados, ligeiramente crocantes por fora, muitoooooo macios por dentro e muito leves. Não ficam como um bolo mas também não são pão. É mesmo assim? Bem, mesmo que não seja esta receita é muito boa mesmo e está no blog Catarro da Formiga. Os meus não ficaram tão bonitinhos e redondos
Ingredientes:
300gr de farinha com fermento
2 colheres de sopa de manteiga
2 colheres de sopa de açúcar
Essência de baunilha
1 ovo
200ml de leite
Misturar os ingredientes secos. Colocar a manteiga a amolecer um pouco. Juntar o ovo e bater tudo. Por fim a essência de baunilha e o leite e mexer bem. Despejar sobre a mistura dos secos e envolver tudo. Deitar colheradas de massa no tabuleiro forrado com papel vegetal e vão ao forno pré-aquecido a 180ºC até dourarem. E depois parar de comer se conseguir… convém 🙂 e eu nem sei quantos comi… vale que a manteiga é pouca e o açúcar também.

Bolo de Maçã e Iogurte

Vi esta receita da Sónia e convenceu-me. Combinação perfeita. Um bolo fofo e húmido para comer uma fatia atrás da outra com uma chávena de chá. E, nada melhor que um bolo para inaugurar a casa nova.

  • 4 ovos
  • 100gr de açúcar
  • 170gr de farinha com fermento
  • 30gr de farinha integral
  • 3 maçãs
  • 1 iogurte de banana
  • meia medida do iogurte de óleo de milho
  • canela em pó

Pré-aquecer o forno a 190ºC. Bater o açúcar com ovos durante cerca de 2m até estarem bem cremosos e volumosos. Juntar o iogurte e bater de novo. Envolver a farinha na mistura e o óleo. Por fim as maçãs previamente polvilhadas com canela. Untar uma forma de alumínio e deitar a massa. Vai ao forno aproximadamente 30m.

Crepe com Espinafres, Couve, Cenoura e Atum

Penso que já deu para perceber o meu vício na couve e pronto olhem paciência. Aqui fica mais uma sugestão super fácil, super rápida, super barata e super boa.

Preparação: Cortar a couve em tiras e ralar a cenoura. Numa frigideira colocar um fio de azeite e saltear os espinafres, a couve e a cenoura. Temperar de sal e pimenta moída na hora a gosto. Quando estiverem moles adicionar o atum e envolver bem. Reservar.

Para o crepe, sim só fiz um, bati um ovo com 2 colheres de sopa de farinha e 3 colheres de sopa de leite. O resto já se sabe, fazer o crepe numa frigideira anti-aderente em lume brando para não queimar. Ficou com ar de omelete de tão amarelinho mas estava delicioso. Rechear com os legumes que reservou e acompanhar com tomate cherry ou outro a gosto.

E assim se deu um fim a bocados de legumes que andavam no fim. Sobrou recheio ainda vou pensar no que lhe vou fazer.

Folhado de Morangos

  1. É muito fácil de fazer, basta cortar duas placas do mesmo tamanho de massa e esticar bem com a ajuda do rolo.
  2. Cortar o centro de uma das placas de modo a que fique como um moldura de massa.
  3. Pincelar com ovo batido os rebordos da placa que não recortou o centro e colocar a moldura por cima de forma a que fique bem colada.
  4. Pincelar os rebordos da moldura com ovo batido, picar o fundo e colocar feijão seco. Levar ao forno a 220ºC por 10m. Retirar o feijão e deixar arrefecer.
  5. Rechear com creme e fruta a gosto.