Caracóis Doces

Pois é… digo-vos que já é a segunda vez que os faço e amanhã sairá outra fornada a pedido da maninha. A primeira vez que os fiz já era noite e as fotos não faziam qualquer justiça a estas maravilhas. A primeira vez também juntei pepitas de chocolate, hoje não as tinha mas nem isso me demoveu da minha tarefa. Façam-nos e vão perceber porque foi a 2ª vez que os fiz em duas semanas. A massa é do mais simples que pode haver. Mas, acreditem ou não, há qualquer coisa de especial, quando se tiram do forno, quentes, com um cheirinho de quero mais, e, quando o pecado pede para parar e guardar para o dia seguinte, colocam-se 5segundos no microondas e disfruta-se a cada dentada. Digamos que são a minha desgraça, a minha doce tentação e que é a única que não me faz sentir culpada quando os como de tão bons que são. Mas chega de tanto elogio que vocês querem é a receita certo?
Fiz metade das quantidades da receita original e rendeu-me 15 caracóis. Não fiquem assustadas com o tempo, afinal a coisa pode ser assim: sábado de manhã acordam e colocam a mfp a funcionar enquanto fazem outras coisas. Quando acaba apenas têm que perder 5m no máximo para tirar o ar e colocar numa taça no frigorífico. Rechear, dobrar e cortar, levedam mais um pouco enquanto se acerta o almoço e depois ficam com uma sobremesa deliciosa para beber com um cházinho. A sério não darão pelo tempo e quando já não houver nenhum já irão estar a pensar em fazer de novo 🙂 Ok já perceberam que gostei mesmo certo? E por ser tão bom é que partilho esta experiência.
Ingredientes:
120ml de leite morno
1 ovo
30gr de açúcar
265gr de farinha T55
5gr de fermento seco
40gr de manteiga cortada em cubos
Recheio:
175ml de leite
30gr de açúcar
10gr de maizena
10gr de custard
Preparação: Numa tigelinha misturar bem as farinhas com o açúcar e com a ajuda de um bocadinho de leite desfazer a mistura de modo a que fique sem grumos. Colocar o leite a aquecer em fogo baixo. Juntar o preparado e ir mexendo até engrossar a gosto. Deixar arrefecer coberto com película aderente e reservar.
Preparação: Colocar todos os ingredientes na MFP pela ordem acima indicada e escolher o programa que amassa e leveda, na minha é 1:25. Findo o tempo retirar para a bancada enfarinhada e retirar o ar. A massa fica um pouco peganhenta mas trabalha-se desde que enfarinhe bem as mãos e a bancada. Depois de retirar o ar colocar num recipiente polvilhado com farinha, tapar com película aderente e levar ao frigorífico 45m. Passado o tempo retirar para a bancada enfarinhada e esticar com a ajuda do rolo dando-lhe a forma rectangular. Barrar com o creme já preparado anteriormente e enrolar como se fosse uma torta, cerca de 3 voltas. Cortar rodelas com cerca de 3cm de grossura. Forrar o tabuleiro com papel vegetal, esqueçam o silicone, cola-se o creme e fica depois queimado. Colocar as rodelas e deixar levedar 20m no forno ligado a 50ºC. Retirar o tabuleiro e rodar a temperatura para os 190ºC. Pincelar com ovo batido e vai ao forno 15m. Deixar arrefecer numa rede… se conseguir, e depois comer que isto é mesmo bommmmmmm.

Rolling Pizza

Depois de ter visto a receita da Elsa pûs a mfp a trabalhar e o resultado é simplesmente do melhor. Para a próxima terei apenas que não me descuidar com o tempo pois gosto das pizzas menos tostadas mas apesar disso esta massa é uma verdadeira delícia. Fiquei fã.
 
Ingredientes:
Quantidades para 1 pizza média
100gr de água
1 colher de sopa de azeite
1 colher de sopa de leite em pó
1 colher de sopa de açúcar
200gr de farinha T55
1 colher de chá de oregãos
5gr de fermento seco
Preparação: Colocar todos os ingredientes pela ordem acima na mfp e escolher o programa que apenas amassa. Findo o tempo colocar a massa na bancada previamente untada com um pouco de azeite. Esticar a massa e forrar a forma da pizza. Esticar os rebordos e rechear em toda a volta com queijo ralado. Dobrar para dentro a massa pressionando contra a base de modo a formar um tubo ao redor da forma. Pincelar com azeite e deixar levedar 30m dentro do forno apenas com a luz acesa. Findo o tempo picar o fundo com um garfo e rechear com o que mais apetecer. Pré-aquecer o forno a 200ºC e deixar dourar a gosto.
Gostei muito desta massa e principalmente de lhe ter feito o tubinho de queijo em toda a volta, ficou uma mistura entre o macio e o crocante, mesmo a lembrar a rolling pizza. Só que o o jeitoso colou-se à massa e eu estava à espera de ter um tubo cheio de queijo e não tive. Alguém me sabe dizer qual o queijo mais indicado para fazer esta obra de arte em toda a volta?

Muffins de Laranja

Receita adaptada do site All Recipes.

Ingredientes:

Utilizei um cup medidor com capacidade de 240ml
2 cups de farinha com fermento
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/2 cup de açúcar
Raspa de 1 laranja
2/3 cup de sumo de laranja – cerca de 160ml
1/2 cup de óleo de girassol
2 ovos
Meia dúzia de nozes perdidas
Preparação: Numa taça misturar os ingredientes secos e a raspa de laranja. Noutra taça bater os ovos com o sumo com a vara de arames e por fim o óleo. Abrir um buraco na taça dos secos e depejar de uma só vez o líquido. Envolver apenas o suficiente para a farinha ficar húmida. Em caso algum tentar desfazer os grumos, é mesmo assim. Forrar uma forma de mufins com forminhas ou untar com um pouco de manteiga. Ligar o forno a 190ºC. Deitar colheradas de massa em cada forma e vai ao forno 20m.

Bolo de Iogurte e Limão

A receita veio da Cozinha da Duxa e as fotos dela não enganam. O bolo é do melhor que há, muito fofinho mesmo. A calda acabei por não fazer. Cortei na quantidade de açúcar que me pareceu muito. Aqui fica a minha experiência  é simplesmente delicioso”
Ingredientes:
2 iogurtes naturais
5 ovos
150gr de açúcar
180gr de manteiga amolecida
280gr de farinha com fermento
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de essência de baunilha
Raspa de 1 limão
1 colher de sopa de sementes de papoila
Açúcar em pó
Preparação: Bater a manteiga previamente amolecida com o açucar até ficar creme. Adicionar as gemas 1 a 1 e bater. Juntar a essência de baunilha, a raspa de limão e os iogurtes e bater de novo. Colocar os ganchos na batedeira, adicionar a farinha e por fim envolver as claras em castelo com uma colher de pau. Vai ao forno pré-aquecido a 180ºC durante cerca de 40m mas convém ir fazendo o teste do palito.
Desenformar e deixar arrefecer. Polvilhar com açúcar em pó. Façam que vale a pena. É o melhor bolo de iogurte que já provei. Obrigado Duxa por partilhar a receita maravilhosa.

Já nasceu e chama-se Bolo 3 Frutas

Cá estou eu para partilhar mais uma experiência. Desta vez arrisquei fazer um bolinho sem receita e modéstia à parte ficou excelente. Banana, maçã e laranja, a perfeita combinação para miúdos e graúdos.
Reza assim a receita:
Ingredientes:
3 maçãs reinetas
1 banana
125ml de sumo de laranja
3 ovos
150gr de açúcar
70ml de óleo de milho
2 cups de farinha com fermento (costumo usar Branca de Neve) – cada cup tem a capacidade de 250ml – não consegui pesar que acabou a pilha na balança ai ai ai estas modernices
Preparação: Com a batedeira bater os ovos com o açúcar atés ficarem fofos e volumosos. Juntar o óleo e o sumo da laranja bater novamente. Com a varinha mágica transformar em puré a banana com 1 maçã e juntar ao preparado. Bater novamente. Colocar os ganchos na batedeira e ir adicionando aos poucos a farinha e misturar tudo. Por fim juntar as 2 maçãs cortadas em cubos. Untar e polvilhar com farinha uma forma de bolo inglês ou outra a gosto e levar ao forno pré-aquecido a 190ºC. Ir fazendo o teste do palito. Eu não controlei o tempo que andava a fazer outras coisas, mas tive que colocar uma folha de alumínio para acabar de cozer pois estava a ganhar cor. E pronto é só isto. Fica muito bom e húmido  por dentro. Perfeito para acompanhar com um belo chá. Além disso é óptimo para aproveitar fruta.
Nunca tinha usado reineta em bolos mas posso dizer que estou rendida, desfaz-se na boca e o seu sabor meio ácido combina mesmo bem com o doce da banana e da laranja. Sabe a bolo de iogurte mas de iogurte não tem nada.
E assim nasceu o meu primeiro bolo, que orgulho, espero que gostem hehehe

Arroz de Couve com Pimento e Delícias do Mar

Já estamos em 2011 e continuo viciada na couve. É boa todos os dias e dá um sabor maravilhoso a tudo. Comidinha de pobre mas da boa. Como tenho andado enjoada das festas hoje fica a sugestão de uma comidinha rápida e muito saborosa e que em nada pesa no estômago (nem na carteira, fica barato e alimenta hehehe).
Ingredientes:
Arroz vaporizado
Couve coração qb
Pimento vermelho
Cebola
1 dente de alho
Pimenta moída na hora qb
Pitada de sal
Delícias do mar
Azeite
Água qb
Preparação: Num tacho colocar o azeite, a cebola e o alho picado e deixe refogar até estar macia. Adicionar a couve cortada em tiras, o pimento em pedaços e temperar de sal e pimenta. Deixar cozinhar até está estar tudo macio. Juntar o arroz e envolver bem durante 1m para ganhar sabor. Acrescentar a água necessária à sua cozedura e em 10m o arroz está pronto. Antes de servir cortar as delícias em pedaços, envolver no arroz e tapar a panela já com o fogo apagado. Deixar repousar cerca de 1m e servir. Delicioso.

Massa de Atum

Hoje trago mais uma maneira diferente, rápida e muito saborosa de preparar massa de atum.
Ingredientes:
1 lata de atum em azeite *
Massa meada Caçarola
1/2 lata de tomate picado
1 cebola
1 dente de alho
Azeite
Temperos secos de salsa e alho
Pitada de açafrão
Preparação: Num tacho colocar água fervente com o açafrão e uma pitada de temperos secos. Assim que levantar fervura adicionar a massa. Num wok colocar um fio de azeite, colocar a cebola e o alho picado e deixar refogar em lume brando. Acrescentar o tomate picado e deixar refogar mais um pouco. Faltando 2 minutos para a massa estar pronta juntar o atum ao refogado e envolver. Escorrer a massa, juntar no wok e usar temperos secos a gosto e envolver tudo muito bem.
*Eu sei que poderia ser em óleo mas para mim não é a mesma coisa e por norma uso o atum em azeite. O que costumo usar traz um lombos maravilhosos e que não se desfazem. Costumo dizer que como não tenho vícios, posso permitir-me a comprar umas coisitas que me agradam e vocês também pensam assim?

Fórmula Mágica da Maizena

Um creme de Maizena toda a gente sabe fazer mas eu não sabia lá muito bem. Nunca acertava com as quantidades e se a conseguia comer no momento em que a fazia passado 1h já estava que parecia gelatina, dura como tudo. Mesmo olhando o pacote e as quantidades não me entendia nada com aquilo e depois de várias experiências lá descobri a fórmula mágica, pelo menos para mim, e decidi partilhar. Agora fica sempre cremosa a qualquer hora e ultimamente tem-me feito companhia ao pequeno almoço, é que as bichinhas enjoaram qualquer outra papa.
Pois bem a fórmula é bem simples, por cada 500ml de leite, são 40g de maizena e 30gr de açúcar, 1 pitada de essência de baunilha, e se quero mais amarelinha coloco 1 ou 2 gemas, ou então substituo 10gr de maizena por farinha Custard.
Dos 500ml de leite retiro uma pequena porção, reservo e levo o restante a aquecer em lume brando. Numa tigela misturo bem a maizena com o açúcar. Acrescento a essência e o bocadinho de leite que reservei. Mexo bem até não ter qualquer grumo e adiciono ao leite que está ao fogo. Vou mexendo até engrossar e assim que engrossar apago o fogo e junto a gema mexendo bem. Para não ganhar aquela casca grossa quando arrefece tapo a superfície com película aderente colando-a ao creme até arrefecer. Já está. Bem fácil, as coisas que eu descubro.