Argolas de Limão

Esta receita é bem simples e foi tirada de um dos livros de receitas de biscoitos da Sidul.
Ingredientes:
100gr de açúcar
50gr de manteiga à temperatura ambiente
Raspa de 1 limão
5 colheres de sopa de leite
1 ovo
260gr de farinha
1 gema de ovo
3 colheres de sopa de leite
Preparação: Costumo dar uns segundos no microondas à manteiga apenas para ficar mais maleável. Com a batedeira e usando os ganchos, misturar bem a manteiga com o açúcar e a raspa de limão. Bater o ovo  com o leite e juntar à mistura anterior. Juntar aos poucos a farinha a amassar com a batedeira até formar uma espécie de bola. Acabar de amassar com as mãos, enrolar em película e levar ao frigorífico por 10m. Passado o tempo moldar as argolas. Pincelar com a gema misturada com o leite e levar ao forno até estarem dourados.
Anúncios

O Meu 1ºBolo de Aniversário

A semana passada as pequenas estiveram em festa e resolvi fazer um bolo folhado, receita da Catarina do Doces Curiosidades. Não me arrependi em nada, aliás aconselho vivamente. É relativamente fácil de preparar e fica uma verdadeira delícia. Alterei apenas as quantidades e a qualidade de açúcar. O creme esse foi Custard que me faltaram os ovos. De qualquer forma ficou uma maravilha, húmido qb, doce qb e comido então no dia seguinte é a cereja no topo do bolo. Eu fiz de véspera pela tarde e passadas 48h o que sobrou estava ainda melhor. Digamos que exagerei um pouco na receita pois não tinha noção do tamanho e dava para 2 aniversários.  Mas mesmo assim comeu-se tudo. Deixo-vos a receita original apenas com as minhas alterações nas quantidades de açúcar já que eu fiz o dobro da receita. Um bolo bem simples e nada enjoativo. Adorei.

Ingredientes:

6 ovos
100gr de açúcar amarelo
50gr de açúcar mascavado
200gr de farinha Branca de Neve
4 meias cascas de ovo com água
1 placa de massa folhada
Custard qb
Côco ralado
Canela em pó
Preparação: Bater as gemas com os açúcares até obter um creme. Adicionar a água e bater novamente. Juntar a farinha aos poucos e bater em baixa velocidade. Bater as claras em castelo e envolver no preparado dos ovos. Forrar um tabuleiro com papel vegetal ligeiramente untado e levar ao forno pré-aquecido a 180ºC. Fazer o teste do palito mas é bastante rápido. Após isso levar a placa de massa folhada a cozer. Retirar do forno e deixar arrefecer em cima de uma rede. Para montar o bolo colocar uma camada de massa folhada, creme, polvilhar com canela, bolo, creme, massa folhada, creme, canela em pó, bolo e por último barrar todo o bolo. Polvilhar com canela em pó e côco ralado qb.

Bolachinhas de Natal

Quando vi estas bolachinhas no blog da Bea achei-as tão delicadas que anotei para um dia fazer. Depois vi que a Patrícia e a Figo Lampo acabaram também por experimentar. Como queria presentear umas amigas achei que também estava na hora de as fazer. São de facto mesmo muito boas, um sabor delicado a baunilha e é mesmo impossível comer uma só. Aqui fica a minha experiência e aconselho a fazer em dias frios como estes e acompanhar com um chá bem quentinho.
Ingredientes:
150gr de manteiga à temperatura ambiente
125gr de açúcar em pó
1 ovo
1 colher de sopa de mel
1 colher de sopa de essência de baunilha
450gr de farinha sem fermento
Preparação: Colocar a manteiga no microondas e dar-lhe uns escassos segundos apenas para que fique um nadinha mais maleável. Com a btedeira bater a manteiga até começar a ficar com aspecto cremoso. Juntar o açúcar e continuar a bater a estar cremoso. Adicionar o ovo batido com o mel e a essência de baunilha e continuar a bater até ficar creme. A velocidade baixa envolver aos poucos a farinha peneirada até obter uma pasta. A massa fica muito fácil de moldar pelo que achei uma maravilha fazer estas bolachinhas. Dividir a massa em duas bolas. Na bancada colocar uma folha de papel vegetal e com a ajuda do rolo esticar uma sas bolas de massa sobre este de modo a ficar com cerca de 0,5cm de espessura. Tapar com outra folha de papela vegetal e levar ao frigorífico por 2h. Para quem tem crianças aconselho a fazer a massa depois do lanche. Deixar no frigorífico e depois de estarem a dormir fazer as bolachinhas com todo o tempo do mundo 🙂 Se preferirem poderão levá-la ao congelador por 15m e continuar a saga das bolachinhas. Passado o tempo de frio retirar uma das placas de massa e com com a ajuda de cortadores de massa fazer as bolachinhas a gosto. Cortar as bolcachinhas em cima do papel vegetal e depois é colocar no tabuleiro. Levar ao forno pré-aquecido a 175ºC até estarem levemente douradas nas pontas. Não descuidar com o tempo ou ficarão duras.  Retirar e deixar arrefecer no tabuleiro durante 5m. A receita rendeu-me cerca de 60 bolachinhas.

Linguine Al Pesto com Couve Salteada, Frango e Linguiça

E como ainda não enjoei mais massa com couve salteada, deixo mais uma sugestão. Desta vez só mudei o tipo de massa, acrescentei uma linguiça, não adicionei sal e temperei com bastante pimenta moída na hora. A minha irmã que até é esquisita e couve não é com ela comeu tudinho, até o pimento verde. Ai se a mãe soubesse… ao que ela responde: a mãe não faz como tu. Vindo dela vou encarar como um elogio.

Chocolate Quente…

Quando vi há algum tempo o preparado para chocolate quente no Kanela y Limon sabia que seria uma bela sugestão para oferecer e aproveitando a onda dos presentes home made para este Natal incluí nas ofertas uns frasquinhos de preparado para chocolate quente. Testei a mistura antes de ofecer e tive que fazer uns ajustes, muito chocolate ralado e mais fécula de batata e maizena pois achei que ficava demasiado líquido. Deixo-vos a receita original para que adaptem ao vosso gosto pessoal.  Digo-vos que o chocolate Lindt 70% ralado fez toda a diferença. Depois… bem foi só deliciar-me com esta maravilha e espero que quem o recebeu também.
Ingredientes:
  • 100g de cacau puro
  • 60g de Lindt 70% de cacau
  • Canela em pó
  • 200g de açúcar em pó
  • 20g de fécula de batata
  • 30g de maizena

Misturar tudo num recipiente, ralar o chocolate e envolver. Guardar em frasquinhos e fechar bem.

Flores de Maçã

Muito antes do Verão já tinha estas delícias na minha lista mas o tempo foi passando e só agora pûs mãos à obra. São fáceis, saborosas e ficam bem em qualquer mesa. As que fiz foram devoradas num ápice e ainda bem que provei uma antes de sair de casa… Aqui fica a minha sugestão para um docinho que ficará bem em qualquer mesa de Natal. A receita encontrei-a no Chocolate e Pimienta.
Ingredientes:
1 palca de massa folhada
3 maçãs golden
1l de água
3 colheres de açúcar
Sumo de 1/2 limão
Açucar em pó qb
Canela em pó qb
Preparação: Desencaroçar as maçãs e cortá-las em fatias finas. Numa panela levar ao lume a água com 3 colheres de açúcar e o sumo de limão. Assim que ferver mergulhar as fatias de maçã e deixar 2m. Retirar do fogo e colocar em papel absorvente. Esticar a placa de massa folhada e cortar no sentido do comprimento tiras com cerca de 1,5cm de largura. Dipôr as fatias de maçã ligeiramente sobrepostas ao longo das tiras, polvilhar com o açúcar e a canela em pó e enrolar. Fechar com a ajuda de um palito para não abrirem durante a cozedura.  Levar a forno pré-aquecido a 200ºC até a massa estar cozida. Polvilhar com açúcar em pó. Façam e vão ver que não se arrependem.

Tagliatelle com Frango e Couve Salteada

Não estou mas grávida mas tenho andado com uma vontade de comer couve que é por demais. Hoje lá pûs mãos à obra e fi-la como nunca antes tinha feito, salteada. Só posso dizer que esta comidinha fica do melhor e é num instante que se faz. Em 15m está feito. Há coisas fantásticas não há?
Ingredientes:
1 peito de frango
Tagliatelle
Tiras de pimentos vermelho
3 alhos esmagados
Folhas de couve coração qb
Azeitonas
Nozes
Azeite
Sal e pimenta moída na hora qb
Preparação: Sem deixar descongelar totalmente o peito de frango cortar às fatias. Este método facilita e muito o corte. Numa frigideira larga colocar o azeite, os alhos esmagados e o pimento cortado em pedaços. Em lume brando, colocar as fatias de frango e ir virando para fritar por igual. Acrescentar a couve cortada e temperar de sal e pimenta moída na hora qb. Ir mexendo até a couve estar cozinhada. Enquanto isso ferver um pouco de água e levar o tagliatelle a cozer com uma pitada de sal. Escorrer e envolver no frango. Juntar as azeitonas e as nozes e comer pois então.

Arroz Cremoso de Atum e Cogumelos em Molho Bolonnhesa

Apesar de o arroz não ser tão versátil como a massa dá para fazer comidinhas diferentes e surpreendentes. Um almoço que tinha planeado comer carne acabei por parar no atum e ainda bem. Este arroz além de ser muito fácil e rápido de fazer fica mesmo muito bom e cremoso. Mais uma sugestão que as pequenas adoraram e comerem tudinho.
Ingredientes:
1 tomate grande
1 cebola
1 dente de alho
1 lata pequena de cogumelos
1 lata de atum em azeite
Arroz Carolino
2 folhas de louro
Tempero seco de alho e salsa
Pitada de sal
Azeite
Preparação: Num tachinho colocar um fio de azeite, a cebola e o alho picado e o tomate bem picadinho e levar a refogar juntamente com as 2 folhas de louro e ir mexendo de vez em quando. Temperar de sal e mexer. Assim que o tomate começar a desfazer e a formar o molho, retirar as folhas de louro e passar a varinha mágica. Acrescentar o atum, os cogumelos e deitar o tempero seco. Passando a publicidade deixe-me que vos diga que os novos temperos secos da Espiga são uma maravilha, ando encantada com o sabor e as variedades. Envolver um pouco para ganhar sabor. Adicionar o arroz e a água quente. Cozinhar em lume brando até o arroz cozer. Cuidado porque como se sabe o molho espirra um pouco daí ter que ser em lume brando e ir mexendo de vez em quando para não agarrar. As quantidades acima dão para 2 crianças, para mais pessoas terão de ser ajustadas a gosto. Só digo que fica uma maravilha… Mais alguém que coma também muito arroz lá por casa?

Massa de Pizza – 2 sugestões

Hoje venho dar duas sugestões para acrescentar sabor à massa da pizza.
Provavelmente já não será novidade, mas para mim foi e agora tenho repetido. Costumo fazer pizzas com alguma regularidade mas, como se costuma dizer, “o segredo está na massa” daí não achar relevante colocar pizzas pois o recheio será sempre ao critério de cada um. A minha receita de massa de eleição é fina e ligeiramente crocante e podem encontrá-la aqui. No entanto pode-se sempre enriquecer o sabor da massa com alho picado fresco, parmesão e mesmo com temperos secos de alho, salsa, cebola e o que mais apetecer. Basta uma colher e a massa fica maravilhosa.
Caso prefiram uma versão integral basta substituir a farinha normal por farinha integral. Eu experimentei e gostei muito do sabor. No entanto achei que a farinha integral absorve mais água do que a normal, ou seja, a mesma quantidade de farinha normal dá-me para duas pizzas médias e com a mesma quantidade de farinha integral apenas fiz uma. Experimentei com a integral da Nacional mas tenho que tentar com outra marca.

Legumes chineses com fatias de frango e esparguete

Aqui fica mais uma sugestão prática para uma refeição rápida. Nada mais é que legumes salteados com fatias de peito de frango envolvido em esparguete. A ideia veio da Cozinha da Duxa e como nunca tinha experimentado os ditos legumes chineses nem molho de soja lá parti eu à aventura. O resultado foi uma refeição bastante leve que não pesa no estômago e que me agradou bastante.
Ingredientes:
Legumes chineses congelados
2 peitos de frango cortados em fatias finas
1 cebola picada
2 dentes de alho picados
Azeite
3 colheres de chá de molho de soja
Sal e pimenta moída na hora qb
Pitada de açafrão das índias
Esparguete
Vinho branco qb
Coentros frescos picados qb
Preparação: Para facilitar a tarefa de cortar os peitos de frango em fatias finas deverá ter o cuidado de não deixar descongelá-los totalmente. Num wok colocar o azeite, a cebola e os alhos e deixar  refogar até a cebola estar macia. Adicionar os legumes e deixar cozinhar em lume brando temperando com o molho de soja. Juntar um pouco de água se necessário. Assim que is legumes começarem a ficar cozinhados juntar as fatias de frango, temperar de sal e pimenta, o vinho e deixar cozinhar tendo em atenção que deverá ficar com algum molho para envolver depois o esparguete. Cozer o esparguete até estar al dente e envolver na mistura do frango. Polvilhar com coentros frescos picados e envolver.

Biscoitos de Laranja e Canela

Há dias em que sou invadida por uma vontade de comer biscoitos mas tenho sempre algum receio de os deixar tempos demais e que fiquem duros. Hoje foi dia de biscoitos e não ficaram duros, ficaram mesmo no ponto certo. São de laranja mas também fiz alguns com canela… bem de comer e chorar por mais. A receita veio do De Volta dos Tachos e acabei por lhe dar um toque diferente com a canela e a custard. Atrevam.se e parem de comer se conseguirem.
Ingredientes:
*300gr de farinha com fermento *100gr de manteiga à temperatura ambiente *50gr de açúcar *raspa de 1 laranja *sumo da laranja *2gemas *canela em pó * 50gr de farinha custard
Preparação: Pré-aquecer o forno a 200ºC. Numa taça misturar as farinhas e o açúcar. Cortar a mateiga em pedaços e defazer com a farinha até ficar uma espécie de areia grossa. Para facilitar a tarefa aqueci uns segundos a manteiga 5segundos no máximo apenas para ficar mais manejável. Não se quer mole. De seguida abrir um buraco no meio da farinha e deitar a raspa da laranja, o sumo e as gemas. Amassar tudo muito bem e moldar bolinhas a gosto. Metade das bolinhas passei por canela em pó. Colocar no tabuleiro do forno forrado com papel vegetal ou tapete de silicone e levar ao forno cerca de 15m. Atenção ao tempo de cozedura já que ao arrefecerem ainda vão endurecer um pouco.

Arroz de Lingueirão

Esta comida além de ser muita rápida e fácil de fazer fica sempre saborosa. A receita não tem nada que enganar e um pouco por toda a terra deste Portugalito à beira mar plantada tem certamente na sua ementa este petisco. Pois bem aqui fica o arroz de lingueirão à moda cá da casa.
Ingredientes:
500gr de lingueirão
Arroz vaporizado
1 tomate
1 cebola
1/2 pimento vermelho
2 dentes de alho
Azeite
Coentros frescos picados qb
Pitada de sal
Piri-piri em grão
Água quente qb
Preparação: Começar pelo lingueirão. Colocá-los uma panela com água, uma pitada de sal e levar o tacho ao lume. Assim que os lingueirões abrirem estão prontos, o que é bastante rápido, apagar o lume. Reservar a água onde os cozeu. Cortar os lingueirões em pedaços tendo o cuidado de retirar o pedaço que tem a tripa. Picar a cebola, os alhos e o pimento. Pode colocar na picadora que é mais rápido. Num tacho colocar o azeite e os ingredientes picados e deixar alourar um pouco. De seguida adicionar o tomate picado, envolver e deixar refogar um pouco. Se necessário ir juntando água que reservou. Juntar o arroz, envolver bem e temperar de sal. Quando o arroz estiver quase pronto juntar os lingueirões cortados em pedaços e deixar levantar fervura. Envolver em coentros picados frescos antes de servir.

Bolinhos de Arroz

Depois de uma experiência menos boa na tentativa de fazer um bolo de arroz gigante achei que não devia ter jeito com a farinha de arroz mas não quis desistir pois procurava uma receita que me soubesse de facto aos bolos de arroz. Sem querer encontrei no Terapia dos Tachos a receita que me parecia ser a ideal. Pois bem não me enganei em nada. Fiz uns ajustes nas quantidades e fiquei muito contente com o resultado final, uma crosta ligeiramente crocante e o miolo com o sabor, o cheiro e a textura dos bolos de arroz. E melhor sem todo aquele óleo agarrado às mãos… Dos melhores bolinhos que já fiz até hoje e aconselho vivamente. As pequenas adoraram.
Ingredientes:
180gr de açúcar
70gr de farinha de arroz
Raspa de 1 limão
2 ovos
150ml de leite
100gr de manteiga
300gr de farinha
Preparação: Pré-aquecer o forno a 180ºC. Amolecer ligeiramente a manteiga mas apenas para ficar mais maleável não derreter de forma alguma. Juntar o açúcar e bater bem com a batedeira. Adicionar a raspa de limão e bater novamente. Juntar os ovos 1 a 1 e envolver com a vara de arames. Adicionar o leite lentamente e envolver com cuidado. Por último as farinhas peneiradas e lentamente envolver com a vara de arames. Forrar uma forma de muffins com papel vegetal e distribuir o preparado pelas forminhas. Levar ao forno e assim que tiverem crescido polvilhar com um pouco de açúcar e deixar cozer até ficarem dourados por cima mas convém fazer o teste do palito. Ficam deliciosos, façam e comprovem, comem-se por pura gula e não ficam nada gordurosos. Eu fiquei rendida a estas doces e simples delícias.

Ervilhas com ovos escalfados e arroz

A comidinha de hoje está à vista. A ementa começou por ser as tradicionais ervilhas com ovos mas veio uma voz do fundo que dizia para pôr mais substância e decidi-me pelo arroz. Ficou muito bom, o método de cozinhar é fazer as ervilhas refogadas com cebola, alho picado, tomate e louro. Depois o arroz e quando este estiver a meio da cozedura adicionar os ovos para escalfarem. Polvilhar com coentros frescos qb antes de servir. Aqui fica mais uma sugestão que agrada muito à criançada.